top of page

Sem vontade? Veja quatro suplementos para aumentar o desejo sexual



Nem sempre o desejo sexual está em alta, pois esse é um campo influenciado por diversos fatores. Importam desde questões emocionais, como a autoestima e a conexão com o parceiro, até os hábitos de vida, como a alimentação, o sono e os exercícios físicos. São os hormônios que regulam a libido, e tudo é um pouquinho mais complexo quando eles estão envolvidos.


A médica Lorena Balestra, pós-graduada em nutrologia e endocrinologia, que atende em São Paulo, explica que suplementos alimentares podem ajudar quando a animação não está aparecendo.


“Se o problema está incomodando, é importante consultar um médico. No geral, algumas correções de nutrientes podem ter impacto positivo”, explica Lorena.


Veja alguns suplementos que já foram associados ao aumento da libido:


1. Maca peruana


A maca peruana é uma planta nativa dos Andes, conhecida por seu possível efeito no desejo sexual. “Um estudo publicado no periódico Andrologia, em 2016, investigou os efeitos dela em homens com disfunção erétil leve. Os resultados indicaram que a suplementação com o produto melhorou a função sexual em comparação com o grupo controle”, destaca a médica.


No entanto, o uso exagerado do suplemento pode levar a distúrbios digestivos, como a gastrite. A dose recomendada da maca peruana deve ser prescrita por um profissional de saúde.


2. Crisina


O nutricionista funcional, Diogo Cirico, destaca o uso da crisina como suplemento para elevar o desejo sexual, pois ela modula a testosterona no corpo. “Em testes clínicos com indivíduos de mais idade, observou-se que ela reduz a conversão de testosterona em progesterona, o que tem um impacto positivo no desejo”, explica.


3. Tribulus terrestris


A Tribulus terrestris é uma planta tradicionalmente usada como afrodisíaco. Um estudo, publicado no periódico Phytotherapy Research em 2014, avaliou os efeitos do suplemento em mulheres na pós-menopausa com disfunção sexual. De acordo com os resultados, o grupo que tomou o produto percebeu melhorias significativas no campo sexual em comparação com o grupo controle.


“Ele geralmente é bem tolerado, mas pode causar efeitos colaterais como distúrbios estomacais, aumento da frequência urinária e irritação gastrointestinal. Pessoas com problemas de saúde pré-existentes, como distúrbios renais ou cardíacos, devem evitar a suplementação com Tribulus terrestris”, afirma Lorena.


4. Feno-grego


A Trigonella foneum-graecum é uma erva amplamente utilizada na medicina tradicional por diversos motivos, incluindo o aumento da libido. Um estudo, publicado no Journal of Sex & Marital Therapy em 2017, analisou que o feno-grego, suplemento elaborado a partir da erva. Os resultados mostraram que a suplementação melhorou a libido e a função sexual em comparação ao grupo que recebeu placebo.


“No geral, o suplemento é considerado seguro para a maioria das pessoas quando consumido nas doses recomendadas. Entretanto, é importante observar que pode causar efeitos colaterais como distúrbios digestivos, diarreia, gases e odor corporal. Pessoas com alergia a leguminosas, como amendoim, também podem apresentar alergia ao feno-grego e devem evitá-lo”, explica a médica.

A médica sugere ainda que o casal, se esse for o caso, enfrente o problema de maneira compartilhada, um estando atento aos problemas pelos quais o outro está passando. “Uma boa comunicação é fundamental para fortalecer qualquer relacionamento. Converse abertamente com o parceiro sobre a queda na libido. Priorizem o amor, a conexão emocional e encontrem formas de intimidade que sejam satisfatórias para ambos”, afirma Lorena.


Fonte: Metrópoles

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page