'Skincare universal': 3 passos fundamentais para cuidados com todos os tipos de pele


 
 

Você quer começar uma rotina de skincare (cuidados com a pele, em inglês) e não sabe por onde? A dermatologista Ediléia Bagatin, coordenadora do Departamento de Cosmiatria Dermatológica da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), explica que existem três passos básicos para quem quer entrar na onda do skincare. São eles: limpeza, hidratação e proteção.


A pele é o maior órgão do corpo humano e precisa de cuidados, assim como outras partes. Vai além da estética: é questão de saúde. "Nossa pele pega tudo: poluição, radiação. É fundamental cuidar da pele, tanto do rosto quanto do corpo, desde bebê até a velhice", diz a dermatologista. Como começar a rotina de skincare, segundo a especialista:

  • Pela manhã: lave o rosto com água, aplique um antioxidante (vitamina C) e protetor solar.

  • À noite: lave o rosto com sabonete suave e aplique o hidratante facial.

Limpeza Não importa qual o seu tipo de pele (veja mais abaixo a classificação), limpar o rosto é essencial, já que a poluição é um dos aceleradores do envelhecimento, por causa da liberação dos radicais livres.

Ediléia orienta que a limpeza deve ser feita com um produto suave, que não agrida a pele. "Evite sabonetes muito alcalinos, porque eles removem o manto de gordura. Os lipídeos que temos na superfície da pele são fundamentais para a proteção. Se você remove todos os lipídeos, ela fica sem brilho".

E quantas vezes devemos limpar o rosto? Segundo a dermatologista, uma vez, à noite, já basta. "Durante o dia você vai adquirindo a sujidade na pele. Se você faz uma limpeza adequada à noite, passa o hidratante (outro passo), ele vai se adequando e penetrando na pele. De manhã você não estará com a pele gordurosa e pode lavar o rosto só com água, sem sabonete." Para a lavagem do rosto, o ideal é usar água fria, no máximo morna. Nada de água quente, porque ela acaba removendo a gordura do rosto e pode agredir a pele. Proteção solar O protetor solar é o item mais importante do skincare. Na hora de escolher o fator de proteção, aposte sempre nos produtos com FPS acima de 50. Se a pessoa tem histórico familiar de câncer de pele e lesões, deve usar um filtro com fator de, no mínimo, 70.

"Uma pessoa que já teve câncer de pele também precisa usar o protetor solar fator 70 todos os dias e repetir, pelo menos 3 vezes, a aplicação. Se possível, usar chapéu também. Se a sua pele é clara, a regra é a mesma. Se você se expõe muito ao sol, idem", orienta a dermatologista da SBD.

Além do protetor pela manhã, Ediléia diz que é interessante aplicar um antioxidante no rosto. O mais indicado é a vitamina C. "São substâncias que neutralizam os radicais livres que se formam na pele quando exposta ao sol. Por mais alto que seja o fator de proteção do filtro, alguma radiação acaba passando e atingindo a pele. Use a vitamina C depois de lavar o rosto e antes do filtro solar", explica. Hidratação Na rotina noturna, além de lavar o rosto, é importante usar um hidratante facial. Já existem diversos produtos disponíveis, para todos os tipos de pele. Então anote aí: lave o rosto com um sabonete suave e depois aplique o hidratante.

Pele oleosa pode receber o hidratante? Pode (e deve). "Quem tem pele oleosa deve usar hidratante sim. Claro que não pode ser com uma base pesada, mas já existem opções de hidratantes com bases leves e lipídeos que a pele preciso. No passado, os hidratantes eram gordurosos e não eram adequados. Isso já mudou", comenta Ediléia.

E atenção: em todas as etapas, não esqueça do pescoço e do colo. "As pessoas só pensam no rosto e não cuidam do colo e do pescoço. O que acontece com o tempo? A pele do rosto está linda e o resto vai degradando. Expomos muito essas áreas e devemos ter o mesmo cuidado", conta Ediléia. Outros cuidados: água, corpo e boca Outras partes do corpo merecem cuidado, como a hidratação/proteção do corpo e a proteção dos lábios. Beber água também é fundamental.

"Quando falamos de cuidado com a pele, não podemos esquecer do corpo. Principalmente dos idosos e das crianças. Vemos velhinhos que chegam com a pele com textura de cobra, nunca viram um hidratante. Eles começam a ter feridas, a pele racha. Existem cremes acessíveis no mercado. Precisa também cuidar da pele do bebê e da criança, que geralmente é mais seca, com hidratante e muito protetor solar", ressalta a dermatologista. A aplicação do hidratante corporal pode ser feita todos os dias à noite, após o banho ou antes de deitar. Na hora de dormir, a pele aquece e esse aquecimento aumenta a penetração do produto. Protetor labial também é indispensável. Ediléia explica que o câncer de lábio é frequente. E beba bastante água! "Nossa pele é composta 70% por água. É um componente importante para a função de barreira da pele. Já o hidratante, além de repor os lipídeos, evita a perda de água para o ambiente. No sol, você perde água, o hidratante tem essa função de bloqueio", explica a dermatologista. Como saber se sua pele tá seca? Os principais sinais, segundo a especialista, são: pele opaca, sem brilho, às vezes com descamação. Em estágios mais avançados, a pessoa pode ter coceira, irritação, vermelhidão. Em alguns casos, é preciso procurar ajuda médica. Erros comuns A dermatologista listou três erros comuns que as pessoas acabam cometendo: usar muitos produtos no rosto, não reaplicar o protetor solar durante o dia e usar esfoliante mais de uma vez por semana. "Se você começa misturar muitos produtos, isso aumenta o risco de ter problemas como irritação, alergia. Você pode ser econômico nesse sentido, porque é um cuidado diário. Neste caso, menos é mais", diz. As pessoas também devem usar e abusar do filtro solar - e repetir a aplicação. "Passou o dia todo na rua? Depois de três horas você está desprotegido. Se você está no escritório, não precisa repetir tantas vezes. Mas se você se expôs ao sol, precisa repassar", explica.

"Outra coisa que as pessoas gostam é do esfoliante, mas eles precisam ser usados com muito cuidado. Tem pele que não pode usar, porque é final, sensível, e vai causar uma irritação, porque você remove a barreira cutânea e qualquer coisa que passe por cima vai machucar. Tem a pele oleosa? Use o esfoliante uma vez por semana", orienta. Conheça os tipos de pele

  • Normal: com textura saudável e aveludada, produz gordura em quantidade adequada, sem excesso de brilho ou ressecamento. Apresenta poros pequenos e pouco visíveis.

  • Seca: a perda de água em excesso caracteriza esse tipo de pele. Normalmente tem poros poucos visíveis, pouca luminosidade e é mais propensa à descamação e vermelhidão. Banhos demorados e com água quente podem provocar ou contribuir para o ressecamento da pele.

  • Oleosa: tem aspecto mais brilhante e espesso, por causa da produção de sebo maior do que o normal. Apresenta poros dilatados e maior tendência à formação de acne, cravos e espinhas.

  • Mista: tipo de pele mais frequente. Apresenta aspecto oleoso e poros dilatados na zona T (testa, nariz e queixo) e seco nas bochechas e extremidades.

Fonte: G1

5 visualizações0 comentário