Os médicos dançantes

Fazia quase um ano que Jéssica não dançava. Fazia quase um mês que tinha sintomas estranhos. Fazia 16 dias que não levantava da cama. E lá estava ela novamente em pé e ao som de uma das suas músicas favoritas.

Jéssica foi internada com suspeita de Covid-19 no dia 2 de abril. Ela ficou 15 dias entubada e faz parte do grupo de risco: é hipertensa e diabética. Mas, ainda assim, conseguiu se curar.

Quando ela começou a se recuperar, ainda na UTI, o médico Pedro teve uma ideia. “Eu falei: vamos dançar um forró pra ver se você melhorou mesmo”, conta. O doutor Pedro publicou o vídeo dele dançando com a Jessica nas redes sociais. E já tem quase 450 mil visualizações.

Jéssica só conseguiu ver parte do rosto do médico com quem tinha dançado e de toda equipe 18 dias depois, quando recebeu alta. O abraço foi inevitável e o choro na saída também.

Os dias para quem trabalha na área da saúde ultimamente estão cheios de tensão devido aos casos de coronavírus. Alguns profissionais, para ficarem mais tranquilos, tentam relaxar fazendo brincadeiras e danças. Confira alguns médicos dançantes no mundo:

Turquia

Um médico na Turquia, Dr. Adnan Vural, aproveitou uma pausa no trabalho para divertir um pouco seus colegas fazendo uma coreografia de Michael Jackson ao som de Billie Jean.

O vídeo viralizou nas redes sociais e fez o maior sucesso – o médico e dançarino extravasou com direito até à moonwalk no corredor do hospital!

Espanha

Uma publicação que viralizou na internet na terça-feira, 31, mostra um grupo de médicos e enfermeiros espanhóis dançando a música Single Ladies, da cantora Beyoncé. O vídeo foi publicado pelo artista Alejandro Sanz. “Conservar o bom-humor também é um ato de valentia”, disse ele.



View this post on Instagram

Conservar el humor también es un acto de valentía. Gracias 🙏 #PorEllos #PorTodos #QuédateEnCasa

A post shared by Alejandro Sanz (@alejandrosanz) on Mar 31, 2020 at 12:45pm PDT

Ainda na Espanha, um médico e sua equipe dançam para alegrar pacientes idosos. O vídeo vem acompanhado da música “Resistiré”, hit de esperança contra o coronavírus na Espanha:

Estados Unidos

Na rede social Tik Tok, o médico Jason Campbell tem feito sucesso publicando vídeos em que aparece interagindo e dançando com colegas do hospital em que trabalha, no estado de Oregon, nos Estados Unidos. Alguns dos seus vídeos já possuem mais de dois milhões de visualizações.

“Nós gostaríamos de agradecer pelo apoio para nossas danças e esperamos que nesses momentos difíceis elas consigam gerar um sorriso em vocês”, disse Campbell em entrevista para o jornal The Oregonian.


Lockdowns are stressful. To keep people's spirits up, these nurses in Missouri perform choreography dance routines every morning before their shift.#Covid19#WHO#Covid19NGR#COVID19Pandemic Heroes deserve to have fun too. pic.twitter.com/B6rSMJ19h4 — Paul Asuelimen (@Palotropy) April 3, 2020

Ainda nos Estados Unidos, país que já possui mais de 200 mil casos de covid-19, a enfermeira Kala Baker também tem publicado vídeos em que aparece dançando com as colegas, que trabalham em um hospital no estado do Missouri.

“Estamos um pouco estressadas, mas estamos juntas e estamos feliz por estar trabalhando. […] Estamos chocadas, e honradas até que as pessoas queiram nos ver dançar, porque não somos dançarinas. Tem sido incrível ver todas as pessoas ao redor do mundo vendo os vídeos e nos mandando seu amor e apoio”, comentou Kala em entrevista para o programa Good Morning America.

Ela ressaltou que a dança tem sido um “bom jeito” de se afastar um pouco do ambiente estressante do hospital e trazer alegria para os colegas em meio à pandemia.

Em Myanmar, na Ásia, um grupo de estudantes de medicina que se voluntariou para ajudar a lidar com a crise gerada pelo novo coronavírus apareceu em um vídeo cantando e dançando para pessoas que estão em quarentena em um centro na cidade de Yangon. Tudo foi transmitido ao vivo por um dos voluntários, Thein Htein.


Hlaing Facilities QuarantineCenter ရှိ ပြည်​တော်ပြန်များအား​ပြုစု​စောင့်​ရှောက်​နေ​သော ​​ဆေး​​ကျောင်းသား Volunteers များမှ ​​ဖျော်​​ဖြေ Posted by Thein Htein on Thursday, April 2, 2020

E no Irã, também no continente asiático, alguns usuários têm compartilhado no Twitter vídeos de médicos e enfermeiros dançando em períodos de descanso em hospitais. “Enfermeiros no Irã dançando, tentando manter o alto astral em meio à pandemia do coronavírus. Isso é muito incrível”, disse o pesquisador Meisam Booshehri.


Iranian nurses dancing, trying to keep their spirits high in the middle of corona virus outbreak in Iran. That’s really impressive! pic.twitter.com/tp0V7pyvqj — Meisam Booshehri (@MeisamBooshehri) March 3, 2020

Siga o Portal Saúde Agora no Instagram e Facebook!

#dança #médicos #mundo

3 visualizações

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram