top of page

Mulher aplica botox na garganta para conseguir arrotar. Entenda



A escritora estadunidense Natalie Bickel, de 29 anos, está resolvendo um problema de saúde inusitado com a ajuda de aplicações de botox. A jovem tinha uma condição chamada de Disfunção Cricofaríngea Retrógrada (DCF-R), que a impedia de arrotar e incomodava bastante por levar ao inchaço do corpo.


O quadro ocorre quando o esfíncter esofágico superior perde a habilidade de relaxar. Isso faz com que o indivíduo não consiga liberar pela boca o gás retido dentro do estômago. Natalie foi diagnosticada com o problema de saúde em maio deste ano.


Ela conta que o problema prejudicou sua vida social e a impediu de usar certas roupas. “Deixei de sair com meus amigos, já que minha única saída para liberar os gases era por meio de flatulências. Ainda que meu marido achasse engraçado, aquilo não era o ideal”, desabafou, em entrevista ao site The Sun.


Antes de chegar ao diagnóstico, a escritora passou dois anos indo e vindo de consultas médicas, fazendo exames e cortando comidas da alimentação com o objetivo de diminuir o desconforto. Infelizmente, nada funcionou.


Arrotar pela primeira vez


Ainda em maio, ela foi submetida a aplicação de botox na garganta, especificamente no músculo cricofaríngeo, para paralisar temporariamente o músculo. A injeção permitiu o relaxamento do músculo e, portanto, a liberação de arrotos. O efeito foi comemorado duas semanas após a aplicação.


“Percebi melhoras, mas ainda não sou capaz de forçar arrotos como as outras pessoas e, inclusive, me engasgo durante a liberação dos gases, o que é engraçado. Meu inchaço também diminuiu. Devo voltar para outra aplicação do botox em setembro”, relatou a escritora.


Fonte: Metrópoles

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page