Hospital promove shows gratuitos para pacientes internados em SP

Um hospital público em Bertioga, no litoral de São Paulo, resolveu promover momentos diferentes aos pacientes internados. Com o projeto ‘Canto no Leito’, voluntários dedicam semanalmente parte do seu tempo para cantar na unidade de saúde, com o objetivo de alegrar e tornar o dia-a-dia dos pacientes mais leve.

A atividade foi criada em fevereiro no Hospital Municipal de Bertioga. Segundo a diretora administrativa, Ana Patricia Barreto Palma, a ação busca incentivar o voluntariado e também promover a humanização dos pacientes, assim como ajudar na melhora dos internados.

Essa não é a primeira ação de humanização feita no local. A alimentação dos pacientes também fez sucesso nos corredores do hospital e nas redes sociais por conta das mensagens motivacionais e os desenhos colocados nas marmitas. Uma ex-paciente chegou a levar para casa as tampas dos potes com mensagens após receber alta.

“Estamos em um hospital público que a dor física é visível, mas a da alma nem sempre. Então o que queremos é levar a alegria de um momento de cantoria para esses pacientes, fazendo com que eles vivam momentos felizes e não se sintam sozinhos. Estamos aqui para fazer que a passagem dessas pessoas seja um pouco mais leve. Isso não só faz bem para o paciente que recebe a ação, mas também para quem se doa”, diz Ana.

Voluntários se dedicam a cantar músicas para pacientes em hospital de Bertioga, SP — Foto: Divulgação/Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde

O encarregado de manutenção Alexandre Luiz dos Santos, de 43 anos, trabalha no hospital e, por também ser músico há mais de 30 anos, resolveu se voluntariar para cantar junto com a mãe. “Esse trabalho foi prazeroso para mim. Fiquei feliz em levar mensagens de paz para as pessoas e a primeira vez foi bem emocionante e gratificante. Vimos aquelas pessoas no leito, debilitadas, reagirem de forma inesperada, com muito carinho e gratidão. Foi muito forte. Eles ficaram felizes”, relembra.

Segundo Santos, muitos pacientes se sentem sozinhos no hospital, então a ação também os proporciona ter uma companhia. “Vamos todas quartas e sábados. Eles sempre ficam emocionados. Cantamos músicas que eles escolhem e, nessa hora, vemos a importância desse contato humano e da empatia com o próximo. Fico muito feliz em saber que posso contribuir, vendo a melhora deles”, finaliza.

De acordo com a diretora administrativa, a iniciativa repercutiu muito bem entre a equipe do hospital. “Passamos a maior parte do tempo no nosso trabalho e queremos fazer com que os funcionários também se sintam agentes de transformação social”, diz.

Melhora

De acordo com a enfermeira Tatiane Cristina Barbosa, que acompanha os pacientes diariamente, a ação os motivou a acreditar na recuperação. “Os pacientes ficaram muito empolgados, já se animaram e pediram músicas”, diz.

Para a profissional, a experiência fez diferença na vida dos internados. “Todos ficaram contagiados. Depois, quando voltei nos quartos, eles estavam conversando e acreditando mais na recuperação. É incrível ver que com tão pouco podemos mudar e humanizar mais o atendimento, fazendo a diferença na vida das pessoas”, destaca.

A despachante Gisele Albino, de 46 anos, filha de uma das pacientes do local, também achou a ação muito importante. “Minha mãe teve AVC e tem 63 anos. Achei bem legal e foi um incentivo para quem está ali tão frágil, triste e de repente surge música, alegria, como se fosse uma injeção de esperança para os pacientes. Minha mãe estava ali sem vontade de nada e, quando viu, começou a cantar, orar, foi muita emoção”, finaliza.

Projeto ‘Canto no Leito’ busca incentivar trabalho voluntário e humanizar pacientes em Bertioga, SP — Foto: Divulgação/Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde

Fonte: G1

#showsgratuitos #paientes #sãopaulo #hospital #internados

1 visualização0 comentário

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram