top of page

Festas de fim de ano podem ser um verdadeiro teste para o seu relacionamento



Philip von Hahn, um investidor de tecnologia de 30 anos da Upper East Side, em Nova York, participou de uma festa de fim de ano no domingo à noite para se distrair do recente término de seu relacionamento de três anos.


Sobre a decisão de encerrar o namoro, von Hahn diz que o casal considerava isso nos últimos meses. No entanto, as festas acrescentaram uma sensação de urgência, já que ele e sua ex-namorada não conseguiram concordar sobre quem visitaria a família de quem no Natal, ou se eles sequer queriam passar essa época do ano juntos novamente.


Embora o fim do ano tenha carinhosamente se tornado conhecido como "temporada de namoro" nos últimos anos — um período em que os casais ficam mais tempo juntos — também podem ser tempos difíceis, que colocam pressão nos relacionamentos mais recentes.


Uma pequena infração, como não comprar um presente de Natal atencioso ou relutar em visitar a família do parceiro durante as festas, pode ser a desculpa que um parceiro hesitante procurava para terminar. Desaparecer parece uma opção fácil quando as pessoas podem usar seus planos de viagem como desculpa para se ausentar. Além disso, o tempo separados pode dificultar a conexão, especialmente se o relacionamento já estiver instável.


Philip von Hahn conta que ele e sua ex decidiram terminar após perceberem que o relacionamento não estava avançando para o próximo passo ("tipo, casar"). Ele disse que se sentiu bem em relação à decisão, apesar de ainda precisar de tempo para se ajustar. Por enquanto, o investidor saiu do apartamento que compartilhavam e vai ficar na casa de um amigo no Brooklyn.


Para o Natal, ele planejava voltar para casa, em Toronto, para passar um tempo com sua família. Ele estava ansioso para ter uma agenda movimentada nas festas e se manter ocupado.


O final do ano também é, frequentemente, um momento de reflexão e um anseio por um "novo ano, novo eu" que pode ser, às vezes, unilateral.


Beth Booker, uma especialista em relações públicas de 33 anos em Naples, na Flórida, conheceu seu ex-namorado em setembro no aplicativo de relacionamentos Bumble. Eles começaram a namorar em novembro, e ele terminou com ela no último final de semana.


— É realmente ruim quando você finalmente decide dar aquele salto e se sente segura o suficiente para fazê-lo, e eles não podem acompanhá-la — lamenta, em uma entrevista por telefone.


O ex voltou para a Pensilvânia no final do outono e, depois de concordar em tentar fazer um relacionamento à distância funcionar, mudou de ideia durante uma conversa sobre os planos deles para o ano novo.


Apesar dos filmes que gostariam de convencer de que as festas são a época mais romântica do ano, elas podem parecer especialmente solitárias se você estiver solteiro.


Tejah Larkin, 31 anos, descreve este período do ano como o momento em que muitos casais decidem oficializar o relacionamento. Então, festas de fim de ano e encontros com suéteres de Natal podem parecer mais difíceis para pessoas como ela, que ainda mantém um relacionamento casual.


— Neste período, os eventos não são realmente destinados aos solteiros, porque a maioria das pessoas provavelmente está namorando desde o verão e agora estão tentando firmar o relacionamento — opina Larkin, que mora em Nova Jersey.


Tejah Larkin está, atualmente, saindo com um homem com quem cresceu, depois de se reconectarem no final de outubro. Segundo ela, o casal está na fase da lua de mel, focados em construir um relacionamento sobre a antiga amizade e ver para onde as coisas vão. Ele planeja voltar para casa na Geórgia para o Natal e a véspera de Ano Novo. Ela espera que eles mantenham contato durante esse tempo.


— Esta será a primeira vez que nenhum de nós estará na mesma área se comunicando. Então, espero que mantenhamos a mesma comunicação consistente. Será um verdadeiro teste — conclui.


Fonte: O Globo

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page