Escolas estaduais do RJ reabrem em 16 municípios; professores e servidores serão testados



A rede estadual de educação do RJ começa nesta segunda-feira (19) a retomar as atividades presenciais. Professores e servidores serão testados para saber se têm Covid-19 ao longo desta semana.


A Secretaria Estadual de Educação afirmou à TV Globo que “a testagem não é obrigatória e segue as orientações da Secretaria de Saúde”.

Ainda de acordo com a pasta, testes serão feitos nos servidores “ao longo desta semana, nos municípios que estão na listagem de retorno das aulas presenciais, de acordo com a entrega dos kits que está sendo realizada pela Secretaria Estadual de Saúde”. Metade volta O retorno é válido para turmas do 3º ano do ensino médio, que vão prestar o Enem em 2021.


Mas somente 63 mil dos 126 mil que estudam nesse segmento devem retornar nesta segunda, pois apenas 16 dos 92 municípios do RJ permitiram a reabertura das escolas.

Municípios onde vai ter aula:

  1. Carapebus;

  2. Casimiro de Abreu;

  3. Duque de Caxias;

  4. Italva;

  5. Itatiaia;

  6. Macaé;

  7. Mesquita;

  8. Miracema;

  9. Natividade;

  10. Nilópolis;

  11. Niterói;

  12. Piraí;

  13. Rio de Janeiro;

  14. São Francisco de Itabapoana;

  15. São Pedro da Aldeia;

  16. Seropédica.

No restante do estado, as atividades pedagógicas serão exclusivamente remotas, por decisão das prefeituras, ou por conta da classificação laranja de contágio, como é o caso do Centro-Sul Fluminense.

Mesmo sem aulas presenciais, todas as escolas da rede ficarão abertas para que os estudantes retirem o material didático e o kit-alimentação. 'Greve pela vida' O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe-RJ) afirma ser contrário ao retorno. A entidade considera que a secretaria deveria seguir outras instituições da rede estadual — como o Colégio de Aplicação da Uerj e a rede da Faetec — e não voltar às aulas presencias em 2020.

Em assembleia virtual no dia 10, os profissionais da rede estadual decidiram manter a greve pela vida, com o ensino remoto.

“Abrir escola hoje significa aumentar o número de pessoas, de carros, ônibus nas ruas, e consequentemente o aumento da contaminação”, pontuou Dione Lins, coordenadora do Sepe-RJ. “A rede estadual vai ser a cobaia? Por isso o Sepe é contra o retorno presencial. Escolas fechadas são vidas preservadas”, emendou. O Sepe sustenta ainda que a testagem proposta pela secretaria não é eficaz.

“Para nós, a testagem deve ser realizada para toda a população, e não só para a educação. Não deve ser condição de retorno ao trabalho presencial nesse momento”, explicou. Escolas fechadas à parte Dentro dos municípios que vão retornar, há 24 escolas que não iniciarão suas aulas presenciais, porque suas equipes de direção declararam fazer parte do grupo de risco da covid-19.

A secretaria informou que, ao longo da semana, providenciará uma solução administrativa para a retomada das atividades nestas unidades.

Rio de Janeiro

  • CE Agostinho Neto

  • CE André Maurois

  • CE Bangu

  • CE Barão de Santa Margarida

  • CE Barão do Rio Branco

  • CE Chiquinha Gonzaga

  • CE Deborah Mendes de Moraes

  • CE Engenheiro João Thomé

  • CE Francisco Caldeira de Alvarenga

  • CE George Washington

  • CE João Alfredo

  • CE Júlia Kubitschek

  • CE Professor Antonio Maria Teixeira Filho

  • CE Professor Ney Cidade Palmeiro

  • CE Professora Jeannette de Souza Coelho Mannarino

  • CE Professora Vilma Atanázio

  • CE Souza Aguiar

  • CE Stuart Edgar Angel Jones

  • Ciep 205 Frei Agostinho Fíncias

Niterói

  • Liceu Nilo Peçanha

Mesquita

  • CE Ana Neri

Casimiro de Abreu

  • CE Indaiaçu

  • CE Rio Dourado

  • CE Santa Maria

Fonte: G1

5 visualizações0 comentário

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram