Da entrada aos drinques: veja como reduzir calorias da ceia de Natal


Em pleno final de ano, é natural associar mesas fartas com as confraternizações entre familiares e amigos, e fica difícil convencer as pessoas a comer de maneira mais equilibrada, evitando exageros.


Após um ano de desafios superados, a maioria deseja curtir o Natal e Ano-Novo com tudo o que tem direito, de comidas a bebidas, passando pelas sobremesas.


No entanto, é possível ter um banquete com alimentos saudáveis, sem abrir mão dos prazeres típicos das ceias tradicionais.


Segundo Bruna Nogueira, consultora em nutrição da Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias, Pães, Bolos e Industrializados (ABIMAPI), um cardápio equilibrado e completo permite que as pessoas aproveitem os encontros sem culpa. Vejas as sugestões da nutricionista para equilibrar as comemorações de fim de ano:


Entrada


Invista em entradas refrescantes: barquinhas feitas com pão de forma integral podem ser recheadas com alimentos mais leves como, por exemplo, patê gelado de atum com creme de ricota e cebolinha, frango com requeijão ou guacamole.


Aposte também em saladas servidas em cumbucas pequenas, feitas com mix de folhas, azeitona, palmito, castanhas picadas e croutons feitos com biscoito salgado quebrado “grosseiramente” ou pão de forma integral torrado. Ricas em fibras, essas opções de entrada ajudam a saciar a fome, controlando o consumo do prato principal.


Prato principal


Os assados são a atração principal da festa. Tradicionais nas ceias de final de ano, aves como peru e chester são ótimas opções. Para não exceder nas calorias, uma dica é não consumir a pele dessas aves e apostar em cortes mais magros, como o peito.

O lombo suíno, acompanhado de um molho caseiro de laranja, maracujá ou damasco, também é uma sugestão nutritiva para o prato principal da ceia. Se preferir comer o tender ou pernil, que são um pouco mais gordurosos, modere na quantidade.


Acompanhamentos


Os acompanhamentos são adaptáveis. A farofa, por exemplo, pode ser feita sem bacon e uma parte da farinha pode ser substituída por aveia em flocos. Acrescentar vegetais como cenoura ralada ou alho poró e ovos cozidos bem cortados deixam a farofa mais nutritiva, rica em fibras e proteínas.


Para a maionese, a dica é não exagerar na quantidade de batata e acrescentar mais vegetais como vagem e cenoura. Por fim, sempre vale servir uma salada colorida, arroz branco ou batatas assadas com alecrim e azeite.


Sobremesas


É possível reduzir algumas calorias nas sobremesas, trocando ingredientes. O pudim pode ser preparado com leite condensado light e leite semidesnatado, em vez das versões tradicional e integral. Os mousses feitos com frutas e iogurte semidesnatado dispensa o creme de leite.


Já o pavê pode ser feito à base de biscoitos integrais, leite semidesnatado e iogurte no lugar de creme de leite. Também é indicado apostar nas frutas frescas, em vez das industrializadas em calda para colocar à disposição na mesa de sobremesa.


Gosta de bolo ou biscoito natalino? Aposte na farinha de trigo integral, aveia em flocos e açúcar mascavo substituindo a farinha de trigo e o açúcar refinado na hora de fazer essas preparações tradicionais da época.


Bebidas


Substitua o refrigerante por drinques sem álcool refrescantes, como água com gás misturada com limão ou maçã verde, suchás (sucos de fruta misturados com chás), suco natural ou água de coco batida com frutas vermelhas.


Modere na ingestão de bebida alcoólica: uma taça de vinho ou espumante para brindar é o suficiente para selar a noite. Não se esqueça de se manter bem hidratado, ingerindo cerca de 2 litros de água por dia.


“Estas sugestões comprovam que é possível adaptar os pratos tradicionais substituindo ou adicionando ingredientes que deixam a preparação mais nutritiva, sem perder o sabor”, explica a nutricionista Bruna.


Fonte: Metrópoles

7 visualizações0 comentário