top of page

Como agem na pele os microagulhamentos adotados pelas celebridades



Belle Silva, mulher do jogador Thiago Silva, publicou por meio de suas redes sociais que decidiu fazer um tratamento estético para rejuvenescimento da pele. O método utilizado foi o MMP (Microinfusão de Medicamentos na Pele), também conhecido como microagulhamento. O procedimento ganhou notoriedade, após algumas famosas, como Kim Kardashian compartilhar que também faz o tratamento.

O microagulhamento é uma técnica que utiliza uma série de agulhas minúsculas que são inseridas na pele para induzir pontos de produção de colágeno. É comum o uso de um creme anestésico antes do procedimento.

As sessões consistem em aplicar diferentes substâncias medicamentosas à pele do rosto por meio de agulhas bem finas, promovendo resultados mais rápidos e eficazes do que a tradicional ingestão de medicamentos. Entre os principais objetivos do tratamento estão a melhora do viço da pele e aparência de poros, além de deixá-la mais jovem.

Outras finalidades do MMP são: melasma; sardas brancas; cicatrizes; verrugas; queloides e estrias.

Segundo a dermatologista que cuidou da pele de Belle Silva, foram mais de 23 agulhas usadas no procedimento. O MMP Facial é realizado por meio de um aparelho com microagulhas que, quando movimentado sobre a face, possibilita a penetração dos ativos no tecido com profundidade e velocidade controladas. Para isso, as agulhas são mergulhadas nas substâncias a serem utilizadas. ‘Lifting de vampiro’ Outro tipo de microagulhamento que conquistou famosas como Kim Kardashian e até mesmo Anitta é o PRP (plasma rico em plaquetas), ou popularmente conhecido como lifting de vampiro.


Consiste em retirar uma quantidade grande de sangue do braço e com a ajuda de uma máquina centrífuga, esse plasma é tratado para retirar as plaquetas.

Depois, com uma agulha bem fina, o conteúdo é colocado em todo o rosto. O procedimento é feito com uma pomada anestésica para suportar a dor. Ele é utilizado para crescimento capilar e rejuvenescimento da pele.

Em entrevista ao GLOBO, o dermatologista Alan Ost, afirma que o procedimento é eficaz e tem estudos nacionais e internacionais que mostram a eficiência do tratamento para a pele, porém, o Conselho Federal de Medicina (CFM) não o valida oficialmente, liberando-o apenas para casos experimentais de estudo.

— O PRP tem vários artigos científicos publicados comprovando a sua eficácia tanto aqui no Brasil quanto no exterior, mas esses artigos se referem a sua eficácia quando realizados em consultório médico já que é um procedimento que exige todos os cuidados para não haver contaminação. Para uso tópico, como em cremes e loções, não há evidências que realmente funcionem, mas também não causam malefícios — afirma Ost.

Anitta, além do procedimento feito em Miami, também levou para a casa uma pomada para passar no rosto diariamente que tem seu sangue como um dos componentes. Morpheus 8 O procedimento é considerado como o mais doloroso do mundo e quem é adepto dele é a estilista e ex-Spice Girl, Victoria Beckham. Aos 49 anos, ela faz o procedimento cosmético não invasivo a cada seis meses para rejuvenescer a pele do rosto.

O procedimento funciona a partir de uma ponteira de um aparelho de microagulhamento, equipada com 24 microagulhas de 4 milímetros revestidas em ouro e que, associadas à radiofrequência, estimulam a produção de colágeno e ajudam a dissolver as células de gordura no corpo. Mas ele também é indicado para o uso no rosto, para amenizar rugas e tratar cicatrizes de acne. O tratamento também necessita de um creme anestésico na pele 90 minutos antes do procedimento.


Fonte: O Globo

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page