top of page

Cientistas revelam melhor maneira de acalmar o choro de um bebê



Uma das principais dificuldades e frustrações de pais de bebês pequenos é fazê-los parar de chorar quando se recusam a dormir. Cada família tem um método: alguns chegam a sair de casa para dar uma volta de carro, ou no carrinho, para garantir que a criança finalmente se renda ao sono e pare de chorar.


Porém, pesquisadores do Riken Center para Ciência do Cérebro, no Japão, dizem ter a fórmula ideal para resolver o problema. Mãe de quatro filhos, a autora do estudo, a médica e bioquímica Kumi Kuroda, testou 21 bebês enquanto tinham crises de choro. Todos passaram por quatro condições: sendo segurados pela mãe enquanto ela caminhava, no colo parados, no berço e em um berço que balança.


Foi observado que, quando a mãe caminha, os batimentos cardíacos do neném diminuíram e ele se acalmou em 30 segundos. Um efeito similar foi registrado quando o bebê estava no berço que balança. As crianças não apresentaram nenhuma melhora no colo parado, ou no berço comum.


Segundo os pesquisadores envolvidos no estudo, esse resultado mostra que, ao contrário do que mostram outros levantamentos, não é apenas o toque da mãe que acalma o bebê, e sim o movimento. O efeito foi ainda mais evidente quando o adulto caminha por cinco minutos — todas as crianças que participaram do estudo pararam de chorar, e metade delas dormiuram.


Porém, um terço dos nenéns que dormiram e foram colocados no berço fixo depois de cinco minutos acordaram em 20 segundos. Os bebês tiveram aumento de batimentos cardíacos quando separados da mãe, o que os fez despertar.


“Fiquei muito surpresa com o resultado. Achei que o bebê acordar ao ser colocado no berço estava relacionado a como são transportados, como a postura, ou a gentileza do movimento. Mas nosso experimento não corrobora essas suposições”, conta Kumi, em entrevista à Cell Press. O estudo foi publicado na revista científica Current Biology.

Os cientistas sugerem, então, que os pais carreguem a criança que chora e caminhem por cinco minutos. Depois disso, que se sentem e segurem o bebê por cinco a oito minutos antes de colocá-los na cama — nenéns que passaram mais tempo no colo tiveram menor chance de acordar, segundo os pesquisadores.


“Para muitos, é mais fácil cuidar do bebê de forma intuitiva e escutar conselhos do que testar métodos com ciência séria. Mas precisamos da ciência para entender os comportamentos dos bebês, porque eles são muito mais complexos e diversos do que pensávamos”, completa a médica.


Fonte: Metrópoles

21 visualizações0 comentário
bottom of page