Ansioso? Especialista ensina dicas para dormir mais e melhor


Com a pandemia, a crise econômica e política, o número de pessoas com sintomas de ansiedade e depressão vem subindo. Além do ambiente complicado, o problema pode estar sendo causado por algo simples: o seu sono. De acordo com o psicólogo John Duffy, especializado em ansiedade em adolescentes, o descanso é importante também para a saúde mental.


Adultos deveriam estar dormindo pelo menos sete horas por noite, mas um em cada três não consegue alcançar este mínimo de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos. Quando peço aos meus clientes para rastrear o tempo de descanso, eles descobrem que dormem muito menos do que acham”, conta o especialista, em artigo publicado na CNN Internacional.


Ele explica que dormir mal diminui a habilidade de se concentrar e de se engajar em atividades que incentivam o bem estar emocional. Em adolescentes, por exemplo, as noites interrompidas podem piorar o rendimento escolar.


Duffy conta que o hábito de deixar a noite para resolver problemas (como limpar a casa, fazer deveres da escola e discutir com a família) contribui para um ambiente que dificulta o descanso. Por isso, ele faz algumas sugestões de mudança na rotina para que as pessoas durmam melhor e diminuam os sintomas de ansiedade e depressão. Confira!

  • Desligue todas as telas

Duffy conta que luz forte ou sons altos de celular, computador e televisão aumentam o estresse antes de dormir e dificultam a noite de sono. Por isso, ele sugere que todas as telas sejam retiradas do quarto. Na hora de dormir, apenas um livro, músicas calmantes ou meditação.


  • Crie bons hábitos em família

Segundo o especialista, pessoas que moram na mesma casa costumam ter rotinas de sono semelhantes. Por isso, a dica é estabelecer horários definidos para que todos se deitem e levantem. “A consistência ajuda a desenvolver hábitos de sono saudáveis mais rápido, mas não se sinta desencorajado se a mudança demorar um pouco”, explica Duffy.


Ele diz que o mais importante é criar uma rotina. “Pense no processo de dormir como algo que começa pelo menos uma hora antes de você realmente se deitar. Crie uma atmosfera de relaxamento na sua casa. Assista um episódio de uma série com a família, separe tempo para ler, diminua as luzes. Essas são intervenções poderosas que irão ajudar a criar um clima que sugere o descanso e o sono”, ensina o profissional.

  • Faça exercícios

O profissional afirma que vários estudos já provaram os benefícios do exercício físico para a qualidade do sono. A ideia é encaixar a atividade durante o dia para que o corpo desligue com maior rapidez à noite.

  • Comece já

Duffy afirma que não se deve definir uma data no futuro para começar a transformar a rotina de sono. O ideal é fazer as mudanças o quanto antes.


Fonte: Metrópoles

0 visualização0 comentário