top of page

Anatomia Ozempic: dedo, rosto e bumbum: os efeitos não desejados do emagrecimento com o remédio



Apesar de todas as reclamações envolvendo o Ozempic, remédio aprovado pela FDA e Anvisa no tratamento de diabetes 2, mas usado em massa para o emagrecimento, como os efeitos colaterais no organismo, como enjoo, tontura, mau hálito, prisão de ventre e queda de cabelo, agora há também a “anatomia Ozempic”, ou seja, os efeitos que o medicamento causa no corpo.

O corpo dos sonhos pode vir acompanhado por um rosto de pesadelo. A pessoa emagrece muito e depressa. Se o corpo rejuvenesce, com o rosto o efeito, por vezes, é o contrário. O problema ganhou até nome, segundo o New York Times: face de Ozempic, em alusão ao mais conhecido desses medicamentos de emagrecimento rápido.

No Brasil e no mundo, a hashtag #ozempicface acumula dezenas de milhões de visualizações e milhares postagens em redes sociais. O efeito no rosto ocorre porque faz parte do processo natural de envelhecimento perder gordura no rosto. E, por ter menos gordura subcutânea do que outras partes do corpo, o rosto fica desproporcionalmente mais magro quando se perde peso.

A gordura subcutânea dá sustentação à face. Com menos gordura, a pele cai. Fica flácida e a pessoa ganha uma aparência envelhecida e de permanente cansaço. A meta pode ser perder gordura no abdômen, no quadril, nas coxas e nas nádegas, mas o rosto afina primeiro. Bumbum de Ozempic Assim como no rosto, a perda de gordura no ritmo acelerado se dá a perda de massa nos glúteos. Contudo, a aparência flácida junto com a perda de massa local nos glúteos também depende da idade, quantos quilos foram perdidos e também da elasticidade da pele. Ou seja, quanto maior o percentual de gordura a pessoa perder, maior tende a ser o efeito de "bumbum caído". O princípio ativo do Ozempic é a semaglutida, uma forma sintética do hormônio GLP-1, que promove a saciedade. Nas plataformas digitais, as pessoas relatam que não conseguem beber água, ou colocar um simples alimento na boca, sem sentir náuseas, enjoo e vontade de vomitar. Por conta deste mecanismo, ele ajuda a emagrecer.

No mundo, as drogas com semaglutida já movimentam um mercado de US$ 23 bilhões por ano somente contra diabetes. As projeções são de que o uso contra a obesidade faça esse montante chegar a US$ 100 bilhões nos próximos anos.

Para a Anvisa, o Ozempic não é recomendado para o tratamento da obesidade por não apresentar a quantidade suficiente do composto. Na página oficial da agência reguladora, ele é descrito como "um adjuvante a uma dieta hipocalórica e exercício físico aumentado para controle de peso".

O Ozempic é um dos assuntos mais buscados e comentados na rede social de vídeos rápidos TikTok com milhares de usuários compartilhando os resultados com a caneta injetável que custa entre R$ 700 e R$ 1000. Dedo de Ozempic Além do rosto e da bunda, há também o “dedo de Ozempic”. Usuários do medicamento reclamam que estão perdendo anéis, pulseiras e braceletes por conta de suas mãos e pulsos mais magros. Eles estão gastando centenas de dólares a fim de redimensionar suas joias. Os joalheiros em compensação estão felizes com o aumento de mais de 150% nos trabalhos.

Conseguir um anel redimensionado pode ser caro. Dependendo do tipo de anel e quanto seus dedos encolheram, pode custar 100 a 700 reais.

“Meu anel de noivado não serve há dois anos porque ganhei muito peso. Acabei de perder 41 libras (cerca de 250 reais, na cotação atual) e tenho muito mais pela frente”, disse uma usuária do Oklahoma City. Ainda não foram estabelecidas diretrizes nutricionais padrão para pacientes que tomam Ozempic ou outros medicamentos que funcionam de maneira semelhante, como Wegovy e Mounjaro. Os médicos geralmente dão recomendações dietéticas semelhantes a pessoas que tomam medicamentos como Ozempic e outros pacientes que estão tentando perder peso ou têm diabetes.

Isso significa seguir uma dieta rica em frutas, vegetais e fibras, como a dieta mediterrânea. Evitar alimentos com alto teor de gordura também é fundamental, porque eles podem fazer com que as pessoas que tomam Ozempic se sintam desconfortáveis, até dolorosamente cheias.


Fonte: O Globo

69 visualizações1 comentário

1 Comment


Ana Julia
Ana Julia
Mar 28

Libras não seria uma medida de massa? Ainda mais para moradores dos Estados Unidos (Oklahoma city)? No caso, a perda foi de cerca de 18,5 kg, e não reais.

Like
bottom of page