Privada com biometria do ânus pode detectar doenças


 
 

Cientistas da Stanford School of Medicine, nos Estados Unidos, estão trabalhando em um projeto de vasos sanitários inteligentes que possam “escanear” o ânus de quem os utiliza. O objetivo é coletar dados fisiológicos das pessoas enquanto elas usam a privada. As informações serão coletadas por uma câmera que ficará protegida para não correr risco de estragar.


A análise pretende acompanhar o desenvolvimento de doenças, e será possível porque cada pessoa possui características únicas da pele dentro do canal anal, chamado de anoderma. Este tipo de imagem também pode ajudar a detectar casos de câncer de intestino. Amostras das fezes e o volume da urina do usuário também serão medidos diariamente.


Uma das preocupações é sobre a fragilidade e segurança dos dados fornecidos pela tecnologia, já que a análise do material pode trazer informações sensíveis, como o uso de drogas e as condições de saúde do usuário. Os cientistas, porém, informam que todos os dados armazenados ficarão em um servidor criptografado.


Duas empresas no mundo já desenvolvem tecnologia parecida. A Toi Labs tem um assento sanitário chamado TrueLoo, que monitora parâmetros de bem-estar. A outra é a Coprata, parceira da Universidade de Duke, nos Estados Unidos, que desenvolveu uma tecnologia de amostragem fisiológica não invasiva de monitoramento.


Fonte: Metrópoles

6 visualizações0 comentário