Mais de 12 mil pessoas foram contaminadas por dengue neste ano

A Secretaria de Saúde registrou, desde o início de janeiro até o dia 14 de março, 12.132 casos de dengue na capital brasiliense. Somente a primeira semana deste mês foram 2.357 pessoas afetadas pela doença. A quantidade de infectados mais que dobrou em relação ao mesmo período de 2019, que registrou 5.935 ocorrências. Os números correspondem a um aumento de 104%. 

O Distrito Federal acumulou recorde histórico de mortes em decorrência da dengue no ano passado, quando 62 pessoas morreram e outras 84 ficaram em estado grave. Em 2020, a atenção deve ser redobrada porque o pico da doença coincidirá com a Covid-19 e a gripe Influenza, previstos para maio. 

Para o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, o período de quarentena deve atender aos cuidados básicos em prevenção à dengue. “Aproveitem que estão em casa e limpem o quintal, eliminem os focos de dengue e vacinem-se de acordo com o calendário”, diz o secretário durante coletiva. 

Seguindo as orientações das autoridades de saúde, vale observar todos os possíveis focos de proliferação do mosquito Aedes aegypti. Ele se desenvolve em qualquer recipiente que contenha água, seja limpa ou suja. Portanto, vasos de planta, pneus, vasilhames descartados, caixas d’água sem tampa e qualquer superfície que acumule água devem ser limpos e disponibilizados de forma a não ser um ponto de retenção, sobretudo, neste período chuvoso.

Fonte: Correio Braziliense

#12milpessoas #contaminação #dengue

0 visualização

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Facebook
  • Instagram