top of page

Laparoscopia: como foi a cirurgia de Anitta para tratar endometriose



A cantora Anitta passou por uma laparoscopia com o objetivo de tratar endometriose na última quarta-feira (20/7). O procedimento consiste na retirada ou na queima do tecido endometrial que esteja atrapalhando o funcionamento de outros órgãos do corpo. A cantora descobriu a doença no início do mês de julho após sofrer com dores por anos.


A endometriose é caracterizada pela presença de tecido menstrual (endométrio) fora do útero, podendo atingir não só os órgãos reprodutivos, mas também o intestino, a bexiga e até os pulmões. Os principais sintomas incluem cólicas menstruais, dor durante as relações sexuais e ao evacuar e urinar.


Nem sempre o tratamento da condição requer uma intervenção cirúrgica como a laparoscopia. O médico pode recomendar o uso de medicamentos analgésicos ou anticoncepcionais.


A laparoscopia, entretanto, é uma intervenção considerada pouco invasiva e importante para casos em que o tecido tenha aderido a outros órgãos do corpo. A intervenção é realizada por meio de pequenos furos na região do abdômen da paciente. A partir desses furos, o cirurgião, algumas vezes acompanhado por auxílio robótico, retira as lesões causadas pela endometriose.


Veja para quais situações a laparoscopia é recomendada:

  • Caso a doença tenha causado infertilidade na paciente;

  • Comprometimento de algum órgão, como intestino e bexiga;

  • Dor no intestino;

  • Dor na vagina;

  • Dor e sangramento ao urinar.


“Quando o tratamento clínico para tratar a endometriose é implementado e, mesmo assim, a paciente persiste com dores, sangramento e com piora da sua qualidade de vida, o tratamento cirúrgico é indicado. O objetivo é retirar todos os focos de lesão que estiverem nos órgãos da paciente”, explica o médico Alexandre Brandão, cirurgião ginecológico do Hospital Brasília.

O médico ainda explica que nem sempre o útero e os ovários são retirados nesse procedimento. De acordo com ele, nem sempre é necessário e o desejo reprodutivo da mulher é respeitado.


O tratamento para endometriose que antecede a laparoscopia consiste em:

  • Medicação hormonal para controle da dor por meio de anticoncepcionais, por exemplo;

  • Medicação por meio de analgésico também para controle da dor;

  • Dieta com alimentos anti-inflamatórios e laxantes;

  • Cuidados com a saúde do corpo, por meio de exercício físico e fisioterapia;

  • Cuidados com saúde mental e do sono.


Vantagens da laparoscopia


Diferentemente da cirurgia por cesárea, a laparoscopia utiliza incisões pequenas no abdômen da paciente. Esse método traz alguns benefícios para a fase pós-operatório. Entre eles estão:


  • A paciente fica menos tempo no hospital;

  • O risco de infecção é baixo;

  • A recuperação é rápida. Geralmente, em 15 dias depois a paciente já volta à vida normal;

  • Pouco tempo de dor depois da cirurgia;

  • As cicatrizes são praticamente imperceptíveis.


Anitta tem se queixado do período pós-operatório. O Hospital Vila Nova Star, onde ela está internada, diz que a evolução do quadro clínico da cantora é satisfatória.


Fonte: Metrópoles

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page