Hemorio inicia pesquisa com plasma de vacinados contra a Covid-19


O Hemorio iniciou uma pesquisa com o uso de plasma de pessoas vacinadas contra a Covid-19. O objetivo é desenvolver mais uma alternativa de combate à doença.


"A expectativa é que as pessoas que tomaram a vacina tenham uma quantidade de anticorpos poderosos, neutralizantes e capazes de destruir o vírus", explicou o diretor-geral do Hemorio, Luiz Amorim.

Segundo ele, o plasma será aplicado em pacientes que não estão internados e que procuraram Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) conveniadas ao Hemorio.

"Se o diagnóstico de Covid for confirmado e esse paciente paciente estiver no terceiro dia de doença e concordar em participar do estudo, por meio da assinatura de um termo de consentimento, ele será selecionado. Metade do grupo escolhido vai receber o plasma. A outra metade, não. A partir daí, vamos comparar qual a porcentagem foi hospitalizada, teve alguma doença grave ou acabou internado". As pessoas que doarem sangue deverão estar vacinadas há pelo menos 14 dias após a segunda dose. Tempo para retorno às doações O diretor também explicou sobre o tempo necessário para retomar a doação de sangue de pessoas vacinadas contra a Covid-19 e contra a gripe.

"Quem tomou a CoronaVac fica apenas 48 horas sem poder doar sangue. Já para quem tomou Astrazeneca ou Pfizer, o tempo é de uma semana de espera antes do retorno à doação. Quem recebeu a vacina contra a gripe também deve esperar só 48 horas. Depois disso, pode voltar a doar".


Fonte: G1

11 visualizações0 comentário