"Daqui a 60 dias, a gente pode ter uma mega epidemia", diz Mandetta



Os pacientesde Manaus que foram transferidos para outros estados já são alvo de preocupação dos profissionais de saúde - não apenas pela crise no sistema do estado, mas pelo fato de que a grande maioria de infectados no Amazonas já apresentarem a nova cepa brasileira do coronavírus.


Luiz Henrique Mandetta, ex-ministro da Saúde, disse ao Manhattan Connection, na TV cultura que a decisão de transferir os pacientes de Manaus, sem o menor cuidado, deve ter plantado mudas dessa nova cepa em todo o Brasil, e que poderemos ter uma “mega epidemia” daqui a 60 dias.


Ele reforça que a nova mutação pode ser mais difícil de lidar, já que é mais infecciosa e possui características diferentes das já estudadas.


"Hoje nós temos quatro grandes crises sanitárias. E entrando a quinta crise que é essa história, dessa Cepa, dessa variante de Manaus, que o mundo inteiro está fechando os voos para o Brasil e o Brasil está, não só aberto normalmente, como está retirando paciente de Manaus e mandando para Goiás, mandando para a Bahia, mandando para outros lugares sem fazer os bloqueios de biossegurança", disse. "Provavelmente, a gente vai plantar essa Cepa em todos os territórios da federação e daqui a 60 dias a gente pode ter uma mega epidemia",reforçou o ex-ministro, que destacou a preocupação diante da forma como a pandemia é conduzida no país.


Fonte: iG

11 visualizações0 comentário

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram