top of page

Cientistas conseguem sequenciar o cromossomo Y pela primeira vez



Apesar de o genoma humano ter sido sequenciado há 20 anos, cientistas só conseguiram agora analisar completamente o cromossomo Y, responsável pelas características masculinas. A maioria das pessoas tem 22 pares de cromossomos além de dois responsáveis por definir o sexo biológico – XX para as mulheres, e XY para os homens.


O cromossomo Y é o menor de todos, e tem poucos genes que codificam proteínas. Além disso, tem várias faixas de DNA repetitivo, o que impossibilitava o sequenciamento com as técnicas tradicionais.


O feito foi divulgado por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, e publicado na revista científica Nature nessa terça (23/8). Eles usaram uma nova técnica desenvolvida por uma empresa privada para sequenciar o cromossomo Y.


“Ele é cheio de estruturas complicadas e inclui grandes áreas onde os mesmos blocos de código se repetem várias vezes com pequenas variações, tornando o sequenciamento um pouco complicado”, explica o pesquisador Sergey Nurk, que fez parte do projeto, à revista New Scientist.


Os cientistas analisaram o DNA de 43 homens de várias etnias, e os pesquisadores encontraram uma diversidade “considerável” entre cada um deles. Ainda assim, falta descobrir se o DNA que se repete tem alguma função importante e se as outras partes apresentam genes responsáveis por alguma “receita” de proteína.


“Acredito que há muito a aprender sobre o DNA repetitivo que ainda não sabemos. Por enquanto, é entendido como sem propósito”, afirma o cientista Charles Lee, do Laboratório de Medicina Genômica Jackson, em Connecticut. Ele também participou do estudo.


Fonte: Metrópoles

3 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page