Witzel se reúne com profissionais da área da Saúde no Palácio Laranjeiras



RIO — Um dia depois da Operação Tris Idem, um desdobramento da Operação Placebo, que investiga atos de corrupção em contratos públicos do governo do Rio de Janeiro, e da ação autorizada pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Benedito Gonçalves, que decidiu pelo afastamento do governador Wilson Witzel por 180 dias de seu cargo, Witzel continua morando no Palácio Laranjeiras, residência oficial dos governadores do estado. Na manhã deste sábado, o local esteve movimentado, o político se reuniu com profissionais da Secretaria estadual de Saúde. Ontem, a Polícia Federal esteve no Palácio Laranjeiras para o cumprimento dos mandados de busca e apreensão expedidos.


Apesar de ter sido afastado do cargo por um período mínimo de seis meses, e proibido de acessar os gabinetes e áreas internas do governo, Witzel tem permissão para continuar morando no Palácio das Laranjeiras enquanto o caso segue na Justiça. O ex-juiz federal nunca escondeu o sonho de morar no Palácio Laranjeiras.


Em 2017, quando tinha 50 anos, Witzel ainda sem a candidatura formalizada para concorrer ao cargo de governador, o ex-juiz federal já guardava em seu apartamento no Grajaú, na Zona Norte, a planta do Palácio Laranjeiras. Na época, com uma caneta ele marcou os quartos que escolheu para os três filhos menores, Vicenzo, Beatriz e Bárbara, do atual casamento. O político chegou a pedir um o ex-governador Fernando Pezão no local. Ele queria ver com seus próprios olhos o que conhecia apenas pela planta baixa.


Fonte: O Globo

2 visualizações

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Facebook
  • Instagram