Vacina russa contra Covid-19 pode ser usada em Brasília, diz secretário de Saúde



O secretário de Saúde do Distrito Federal, Osnei Okumoto, e deputados do DF se encontraram com o embaixador da Rússia, Sergey Akopov, nesta quinta-feira (27), em Brasília, para conhecer a vacina contra a Covid-19 apresentada pelo país. Segundo o secretário, "a vacina é promissora" e poderá ser usada na capital.

"Estaremos, através de um protocolo de intenções, dando início ao processo onde poderá ser benéfica essa vacina para o Distrito Federal", disse Okumoto. Vacina será testada no Paraná O governo do Paraná assinou, no dia 12 de agosto, um documento de parceria para desenvolver a vacina Sputnik V, do Instituto russo Gamaleya. O estado do Sul pretende começar os testes até outubro, com 10 mil voluntários.

Para que os testes sejam feitos é preciso a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O que se sabe sobre a vacina O presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou que uma vacina desenvolvida para Covid-19 recebeu aprovação regulamentar após menos de dois meses de ser testada em humanos. Putin disse que a ela passou em todas as verificações exigidas e acrescentou que sua filha já a tomou.

As autoridades russas afirmaram que têm planos de iniciar uma vacinação em massa em outubro. Mas especialistas internacionais levantaram preocupações sobre a velocidade com que a Rússia criou a vacina, sugerindo que o país possa tê-la desenvolvido de forma apressada.

Fonte: G1

7 visualizações

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram