VÍDEO: menina de 5 anos é filmada fumando cigarro eletrônico; conselho tutelar investiga



O Conselho Tutelar de Ponta Porã (MS) investiga as imagens de uma criança de 5 anos fumando um cigarro eletrônico na companhia da irmã, também menor de idade. O vídeo circulou nas redes sociais de moradores da cidade localizada na linha de fronteira entre o Brasil e o Paraguai. No vídeo é possível ver que a menina está acompanhada de uma pessoa, que a incentiva a fumar. Veja o vídeo abaixo.


Ao g1, o secretário municipal de segurança de Ponta Porã, Marcelino Nunes, explicou que as imagens foram postadas no perfil da rede social de uma adolescente, possivelmente uma familiar, e horas depois, chegou nas mãos da Guarda Municipal de Fronteira (GCMFron). “A polícia vai investigar o caso, não podemos ficar calados em relação a uma situação como esta”, afirmou. Nas imagens é possível ouvir o áudio em que a criança é incentivada a fumar e depois questionada em tom de brincadeira. “Quem te ensinou isso? Quem te ensinou a fumar, fala pra mim?”. Em seguida, após sugar o cigarro eletrônico e depois soltar a fumaça pela boca, a criança responde: “A minha mãe”. O Conselho Tutelar informou que a mãe da criança foi identificada e deve prestar esclarecimentos ainda nesta segunda-feira (2). Cuidados De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), o mecanismo de funcionamento do cigarro eletrônico permite simular o ato de fumar um cigarro convencional, mas ao contrário desse, no qual a folha do tabaco é queimada, no cigarro eletrônico uma solução líquida é vaporizada para ser inalada.

Conhecidos popularmente como "Vapes" ou "Pods", os cigarros eletrônicos surgiram como alternativa aos fumantes que desejam abandonar o uso do cigarro convencional. O aparelho possui mais de 80 compostos, cujas combinações são até então desconhecidas.

Especialistas ressaltam que a mesma orientação relativa a cigarros de papel serve para os eletrônicos, ou seja, o tabagismo pode matar e causar danos também aos fumantes passivos.


Fonte: G1

14 visualizações0 comentário