Socorrista do Samu morto por Covid planejava aposentadoria após 27 anos de trabalho



O socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Araçariguama (SP) que morreu de Covid-19 após ficar quase um mês internado em estado grave era diabético e tinha pressão alta. O paciente chegou a tomar a vacina cinco dias antes da internação.


Segundo o filho de Mauro Ferreira de Carvalho, de 64 anos, ele foi transferido para Itapevi no dia 6 de fevereiro, entubado e levado ao Hospital do Mandaqui. Contudo, não resistiu à doença na terça-feira (2).

Amigos e parentes fizeram um cortejo sob aplausos antes do enterro. Não houve velório e amigos, conhecidos da Guarda Civil Municipal e da área da saúde na cidade fizeram homenagem durante o trajeto até o cemitério do município.

"O mais difícil para as famílias que perdem um ente para essa doença, além é claro da perda, é o fato de não podermos nos despedir de maneira digna de alguém que amamos. Graças a seus amigos e todos que estiveram no cortejo, nós, familiares, nos sentimos acolhidos. E meu pai teve a despedida mais linda que alguém poderia ter", diz Eduardo Augusto de Carvalho.

Segundo a família, o socorrista estava havia 27 anos na área de saúde e planeja a aposentadoria. Ele participou do grupo que liderou a emancipação da cidade. Mauro era pai de 5 filhos, avô de 11 netos e bisavô de uma. "Vai fazer falta. Ele amava o que fazia, era uma pessoa feliz e amigo de todos", contou Marco Carvalho, irmão de Mauro. Fonte: G1

10 visualizações0 comentário

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram