Sensação de saciedade aumenta mais lentamente em obesos

Em uma nova pesquisa, pessoas obesas apresentaram uma percepção significativamente aguçada do prazer inicial de comer, ao passo que a redução gradual desta satisfação, que costuma ocorrer conforme a pessoa vai comendo – neste caso específico, chocolate – foi mais lenta do que em pessoas com peso normal ou sobrepeso.

“Nosso achado de que os participantes obesos, em média, tendem a relatar um nível maior de percepção gustativa para uma determinada quantidade de chocolate do que participantes sem obesidade pode, em parte, explicar por que as pessoas obesas comem mais do que as sem obesidade”, disse a primeira pesquisadora Dra. Linnea A. Polgreen, Ph.D., em um podcast do periódico Journal of the Academy of Nutrition and Dietetics, que publicou o estudo em 30 de julho.

“Se pudermos generalizar as nossas descobertas para outros alimentos, isso pode ajudar a embasar futuras intervenções”, disse a Dra. Linnea, que é professora do Department of Pharmacy Practice and Science da University of Iowa, nos Estados Unidos.

O estudo randomizado teve 290 adultos. Os participantes receberam amostras de chocolate, um pedaço de cada vez, e foram solicitados a classificar em uma escala de 1 a 10 a própria percepção sobre o chocolate.

Não houve um limite quanto à quantidade que os participantes poderiam consumir. Para facilitar a avaliação de como a percepção mudava com o aumento do consumo, pediu-se aos participantes que comessem o máximo que pudessem sem se sentirem desconfortáveis. Cerca de metade (N = 150) recebeu as informações nutricionais dos chocolates.

Dentre os participantes, 161 tinha índice de massa corporal (IMC) normal (< 25); 78 foram considerados com sobrepeso (IMC = de 25 a < 30); 51 eram obesos (IMC ≥ 30). Oitenta por cento dos participantes eram mulheres. A idade variou de 18 a 75 anos.

Embora a percepção do sabor tenha sido praticamente idêntica para os participantes com peso normal e para os com sobrepeso, as pessoas obesas relataram uma percepção significativamente mais aguçada do sabor inicial (P = 0,02).

Em geral, os participantes obesos atribuíram cerca de 0,5 ponto a mais para as amostras de chocolate na escala de 10 pontos do que os participantes não obesos.

O declínio da percepção do sabor, que ocorre de acordo com a quantidade de alimento consumida – um efeito conhecido como saciedade sensorial específica–, foi de cerca de 2,0 pontos por amostra no total, mas foi significativamente mais gradual nas pessoas com obesidade do que nas sem obesidade (P < 0,01).

A diminuição mais lenta na percepção do sabor pode resultar em um aumento no consumo de alimentos, disse em um comunicado o primeiro autor Dr. Aaron C. Miller, Ph.D. e professor assistente do Department of Epidemiology da University of Iowa.

“Nossos achados indicam que os participantes obesos precisaram consumir uma quantidade maior de chocolate do que os participantes sem obesidade para vivenciar um declínio similar na percepção do sabor”, disse o Dr. Aaron.

Fonte: Medscape

#obesidade #saciedade #saude

6 visualizações

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Facebook
  • Instagram