#Saibamais | Setembro amarelo: veja alguns fatos sobre suicídio



Setembro Amarelo é uma campanha criada para a prevenção de suicídios, e falar sobre o tema de maneira responsável e solidária é uma forma de promover ajuda a quem precisa e de difundir conhecimentos sobre pensamentos suicidas, suicídio em si e saúde mental.


Ao contrário do que muitas pessoas pensam e falam, quem diz que sente vontade de se matar ou quem de fato tenta colocar um fim à própria vida não está “querendo chamar a atenção” ou “fazendo drama”. Que fique claro: quem fala que quer se matar ou quem já tentou suicídio precisa, mais do que tudo, de ajuda médica e psicológica, além de acolhimento familiar.


Como a negligência acontece muitas vezes por não sabermos o tamanho real do problema, selecionamos alguns dados sobre o assunto:

  • A cada 40 segundos, alguém comete suicídio no mundo;

  • Entre 25% e 30% dos suicidas costumam deixar um bilhete explicando sua decisão e/ou se despedindo de amigos e familiares;

  • A Golden Gate Bridge é o lugar onde mais pessoas se matam no mundo;

  • A maioria das pessoas que cometem suicídio fazem isso em uma quarta-feira;

  • Em relação ao gênero, homens têm até quatro vezes mais propensão a cometer suicídio;

  • Entre as profissões, sabe-se que escritores e artistas têm 18 vezes mais chances de cometer suicídio em relação aos outros profissionais;

  • Nos EUA as pessoas morrem mais em decorrência do suicídio do que de assassinatos;

  • No Reino Unido, a maior causa de morte de homens com menos de 50 anos é o suicídio;

  • No Japão, a maior causa de morte de homens com idades entre 20 e 44 anos também é o suicídio;

  • Rudolf Diesel, criador do motor a diesel, cometeu suicídio em 1913 porque achava que sua invenção não faria sucesso;

  • As taxas de suicídio no mundo subiram 60% nos últimos 45 anos;

  • Por ano, 800 mil pessoas em todo o mundo cometem suicídio;

  • No Brasil, ainda não há um plano nacional de prevenção ao suicídio. Em nosso país, a taxa oficial de 2015 é de 5,7 casos de suicídio para cada 100 mil habitantes, mas esse número pode ser ainda maior.

***

Se você já teve pensamentos suicidas, o ideal é buscar ajuda psicológica e psiquiátrica. Você também pode entrar em contato com o Centro de Valorização da Vida, o CVV, pelo telefone 188.


Fonte: Megacurioso

32 visualizações

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Facebook
  • Instagram