top of page

Saiba como prevenir problemas respiratórios causados pelo calor



Apesar de mais frequentes no inverno, as doenças respiratórias também são um problema durante o verão. As temperaturas mais altas junto à baixa umidade do ar, com o tempo mais seco, contribuem para o aumento de casos de gripes e resfriados, rinite, asma, sinusite e diversas outras doenças pulmonares obstrutivas crônicas (DPOC), além da maior incidência de dengue.


Essas doenças, segundo o médico intensivista Fábio Basilio, do Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim (Cejam), são preocupantes principalmente entre as populações idosas, crianças e pessoas com comorbidades e problemas crônicos, mais vulneráveis ao agravamento do quadro.


Dados de um estudo desenvolvido pelo Instituto de Saúde Global de Barcelona (ISGlobal) mostram que há um importante aumento na mortalidade hospitalar por doenças respiratórias associadas às altas temperaturas.


O artigo, publicado na revista The Lancet Regional Health, sugere que o crescimento de casos de doenças respiratórias agudas durante o calor, responsáveis pelo risco aumentado de óbito, está mais relacionado ao agravamento de doenças crônicas e infecciosas do que à propagação de novas infecções, que são mais comuns em períodos frios.


“Ações de conscientização são importantes neste momento para esclarecer a população sobre os impactos da exposição prolongada ao calor e à poluição do ar, especialmente aqueles que já sofrem de condições respiratórias pré-existentes”, afirma o médico.


Cuidados com a saúde nos dias de calor


Em dias mais quentes, os cuidados com a saúde devem ser redobrados. Basilio dá cinco dicas para a prevenção de doenças respiratórias:


Hidrate-se adequadamente

Ingira água ou sucos naturais mesmo sem sentir sede e evite bebidas alcoólicas, elas contribuem para o processo de desidratação do corpo. Tenha atenção especial com a hidratação de idosos, crianças e recém nascidos.


Evite exposição ao sol

Por mais que o verão seja um atrativo para atividades ao ar livre, evite exposição direta ao sol no período de pico, entre 10h e 16h.


Utilize protetor solar

Ele é essencial para evitar problemas de pele. O protetor deve ser reaplicado, em média, a cada duas horas. A frequência varia de acordo com a atividade praticada.


Vista roupas leves

Dê preferência a roupas leves e utilize chapéus e óculos escuros para se proteger dos raios solares.


Mantenha o ambiente arejado

O ambiente ventilado contribui com a prevenção de alergias e propagação de vírus respiratórios.


O doutor Basilio reforça que qualquer sintoma ou desconforto persistente deve ser avaliado imediatamente por um médico. “A atenção vale sobretudo às pessoas portadoras de asma, bronquite e outros quadros crônicos. Orientamos que, nesses casos, o paciente procure atendimento de emergência para realizar o acompanhamento adequado”, pontua.


Fonte: Metrópoles

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page