top of page

Saúde mental: confira 6 dicas para aumentar o controle emocional



A qualidade de vida e o equilíbrio entre trabalho e descanso são cada vez mais valorizados pelas pessoas que estão no mercado produtivo. Antes no topo da lista de preferências, a remuneração perdeu importância e agora ocupa a terceira posição. Pelo menos é o que aponta pesquisa do Workforce Preferences Barometer (JLL), realizada com 4 mil pessoas, em 10 países.


A psicóloga Monica Machado, da Universidade de São Paulo (USP), afirma que a mudança na escala de valores se intensificou após a pandemia de Covid-19. Cuidar da saúde mental virou prioridade após os episódios de burnout verificados na pandemia.


“Priorizar a qualidade de vida nada mais é do que se respeitar, tanto fisicamente quanto mentalmente, gerando boas condições para desempenhar as tarefas profissionais e pessoais”, afirma Monica.

A psiquiatra Danielle H. Admoni, por sua vez, aponta que o controle emocional é uma das ferramentas mais necessárias para conseguir compatibilizar os diferentes aspectos da vida. Juntas, as duas especialistas montaram uma lista com dicas que ajudam a aumentar o controle emocional. Confira:


1. Defina suas prioridades


Para definir prioridades, é necessário entender o que você quer alcançar tanto na esfera pessoal quanto na profissional.


Listar as atividades que faz, os papéis que desempenha e analisar a agenda de compromissos é importante para identificar onde seu tempo está sendo empregado de fato.


2. Evite ser centralizador


Saber delegar ou compartilhar funções é fundamental, pois nem sempre é possível realizar todas as tarefas sozinho. E ainda que seja viável, você pode comprometer a qualidade das tarefas, além de se submeter a uma exaustão desnecessária.


3. Quebre crenças limitantes


As crenças limitantes, embora em diferentes intensidades, impedem a expressão do potencial da pessoa. É preciso ter consciência das habilidades e reconhecer que as capacidades se desenvolvem com o tempo.


4. Desenvolva resiliência


A resiliência é necessária para fortalecer as qualidades pessoais e importante para enfrentar os momentos de adversidades. É preciso cultivar uma visão positiva da vida, entrar em contato com as emoções e avaliar se as próprias escolhas alimentam problemas ou ajudam na busca de soluções.


5. Reserve um tempo si mesmo


Muitas vezes a quantidade de tarefas supera o tempo que temos para realizá-las. Isso faz com que algumas pessoas entrem em um looping de frustração: sempre adiando alguma tarefa ou o descanso. Entenda que as pausas são fundamentais e necessárias para o bem estar.


6. Tenha autocompaixão


O perfeccionismo e a autocrítica geram um círculo vicioso. A pessoa passa a viver na ansiedade de uma vida apenas com pontos altos. Quando o indivíduo entende que a perfeição não existe, é mais fácil aceitar a si mesmo, aos outros e às circunstâncias.


Fonte: Metrópoles

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page