Saúde garante ter medicamentos suficientes para intubação no DF



A Secretaria de Saúde informou que está com estoques de equipamentos de proteção individuais (EPIs) 100% abastecidos, tanto na Farmácia Central como em todas as unidades de saúde do Distrito Federal. No último relatório de monitoramento feito pela Subsecretaria de Logística (Sulog), alguns medicamentos como relaxantes musculares aparecem com o estoque baixo. No entanto, a pasta diz que a rede está abastecida com medicamentos similares, capazes de substituir em caso de falta.


“Para os medicamentos do kit de IOT (intubação orotraqueal), nós temos pelo menos dois representantes de cada uma das classes necessárias para realizar o procedimento de intubação, a saber: sedativos, relaxantes neuromusculares e analgésicos opioides”, informa o subsecretário de Logística em Saúde, Artur Siqueira.

Ele ressalta que todos os medicamentos que encontram-se com estoque reduzido possuem substitutos em quantidade suficiente.


Nesta segunda-feira (5/4), o governador Ibaneis Rocha (MDB) reforçou a informação da pasta, em publicação na sua conta do Twitter. Veja:


Estoque de EPIs


No mês passado, o Metrópoles mostrou que o estoque de vários equipamentos de proteção individual na rede pública de saúde estava em estado crítico. Produtos como luvas, gorros e aventais estavam com o estoque próximo a zero. Dessa forma, servidores passaram a utilizar os EPIs além do tempo recomendado e chegaram a fazer uma arrecadação de donativos em curso.


No último dia 23, em ato de solidariedade devido às dificuldades que a saúde pública do DF enfrenta no combate ao novo coronavírus, a Embaixada do Japão, em Brasília, realizou uma doação de EPIs para a Secretaria de Saúde do DF.


No total, foram entregues 5 mil máscaras cirúrgicas, 2 mil máscaras PFF2 e mil aventais de procedimentos. O repasse foi feito pelo embaixador do Japão, Akira Yamada, ao secretário Osnei Okumoto.


Fonte: Metrópoles

2 visualizações0 comentário