Saúde e MPDFT assinam termo de cooperação para compartilhar informações e soluções



A Secretaria de Saúde assinou, nesta quarta-feira (1°), um termo de cooperação técnica com a Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), para compartilhamento de informações, sistemas e soluções de Business Intelligence (BI) que ofereçam suporte a gestão. Com isso, a iniciativa prevê um apoio técnico-institucional mútuo entre as instituições pelo período de 60 meses.


Entre os objetivos, o termo pretende desenvolver e promover melhorias nas soluções de BI e estabelecer um fluxo de compartilhamento de dados e intercâmbio de informações em áreas como mineração de dados, Data Discovery e Big Data. Além de fortalecer o relacionamento institucional entre o MPDFT, a Secretaria de Saúde e outras entidades que tenham por meta o benefício da população do Distrito Federal.


Durante a solenidade, o secretário de Saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo, afirmou que a cooperação com o MPDFT é um avanço e um fortalecimento das políticas públicas. Principalmente para garantir informações que contribuam para decisões mais assertivas na gestão.

“Acreditamos que com essa ferramenta, e essa parceria, do ponto de vista prático, vai nos ajudar muito na tomada de decisões. E do ponto de vista simbólico, para a Secretaria de Saúde é uma honra celebrar esse termo de cooperação com o Ministério Público, levando em consideração toda a importância que tem na sociedade”, declarou Francisco Araújo.

A procuradora-geral de Justiça do DF e Territórios, Fabiana Costa, destacou que a parceria une duas instituições para aprimorar o serviço público e a gestão de informação por meio de ferramentas de inteligência.


“Esse termo de cooperação conclui um amplo esforço que visa tornar nossa instituição uma referência no uso das tecnologias digitais no sistema judiciário”, disse a procuradora. “E essa cooperação tem um papel importante, porque vai facilitar a análise de dados relacionados as iniciativas e aos resultados das políticas públicas de saúde no DF”, ressaltou.


Na avaliação do procurador distrital dos Direitos do Cidadão, José Eduardo Sabo, um dos itens mais importantes da parceria é garantir o compartilhamento de informações, em nome da transparência e de uma ação responsável entre os dois órgãos. “É uma ferramenta de conhecimento, para balizar a atuação de promotores de Justiça e também propiciar aos gestores que tenham mais conhecimento das suas ações”, ressaltou.


PRÁTICA – Durante a parceria, a Secretaria de Saúde deverá fomentar a utilização e alimentação dos sistemas de regulação que prestam serviço no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), para que todas as demandas de saúde estejam organizadas.


Já o MPDFT deverá disponibilizar à secretaria painéis, análises e tecnologia para o desenvolvimento de Business Intelligence a partir dos dados da pasta. O órgão também viabilizará o acesso à pasta às funcionalidades de desenvolvimento de sua plataforma de BI.

O termo estabelece ainda que o MPDFT e a Secretaria de Saúde disponibilizarão entre si atualizações e adaptações que venham a realizar nos sistemas e aplicativos desenvolvidos. As informações que serão compartilhadas deverão ser consolidadas e agregadas de modo a salvaguardar informações pessoais sensíveis, observada a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).


BI – O Business Intelligence (BI) pode ser traduzido como inteligência de negócios, ou inteligência empresarial. Isso significa que é um método para ajudar as empresas a tomar as decisões inteligentes, mediante dados e informações recolhidas pelos diversos sistemas de informação.


Os benefícios mais importantes que o BI pode trazer incluem planejamento de melhores estratégias, melhores decisões táticas, economia de tempo e de custos, assim como processos mais produtivos.


Fonte: Jornal de Brasília

7 visualizações

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Facebook
  • Instagram