Saúde chega à marca de 4 milhões de doses contra a covid-19 aplicadas no DF


 
 

O Distrito Federal chegou, nessa quinta-feira (4/11), à marca de 4 milhões de vacinas contra a covid-19 aplicadas desde o início da campanha de imunização, em 19 de janeiro de 2021. A Secretaria de Saúde (SES-DF) informou que, agora, convoca a população a completar o ciclo vacinal. Recentemente, o prazo entre a aplicação da primeira (D1) e da segunda dose (D2) das vacinas Pfizer/BioNTech e Oxford/AstraZeneca diminuiu para oito semanas (56 dias), independentemente da data registrada no cartão de imunização. Para esta sexta-feira (5/11), são esperados os adolescentes de 16 anos que iniciaram o ciclo em 10 de setembro, primeiro dia de atendimento para o público dessa faixa etária. No caso de quem tomou a primeira dose do imunizante CoronaVac, o prazo está mantido e segue com intervalo entre doses de 28 dias. Em pessoas com mais de 60 anos e profissionais de saúde, a aplicação do reforço (D3) deve ocorrer após, no mínimo, seis meses da D2.


No DF, 87,4% da população acima de 12 anos — grupo apto a se vacinar — recebeu a D1, e 65,6% completou a imunização.


A SES-DF informou que pretender alcançar um público maior com a segunda e a terceira doses. Do público de 26 mil imunossuprimidos aptos a tomar o reforço, só 8.328 (32%) buscaram os postos de atendimento. O público que se enquadra no grupo de pessoas com comorbidades — listadas no site da pasta — pode procurar um local de vacinação a partir de 28 dias depois da D2.


Os grupos que precisam tomar a D3 não precisam agendar atendimento. Basta apresentar o cartão de vacina, documento de identidade com foto e laudo ou relatório médico que ateste a condição de saúde.


Vacinas aplicadas

  • 2.254.750 como D1

  • 1.633.322 como D2

  • 58.329 como dose única (Janssen)

  • 125.086 como D3 para idosos e trabalhadores da saúde

  • 8.328 como D3 para os imunossuprimidos

  • Total: 4.079.815

Fonte: Correio Braziliense

0 visualização0 comentário