Rio inicia campanha regular de vacinação de crianças nas escolas nesta segunda-feira


 
 

A Prefeitura do Rio começa, nesta segunda-feira (14), a campanha regular de vacinação contra a Covid-19 para crianças, nas escolas da rede municipal de ensino.


A iniciativa “Vacina na Escola” tem o objetivo de aumentar o número de crianças vacinadas na cidade. A expectativa é vacinar 200 mil estudantes de 5 a 11 anos. Até o momento, em toda a cidade, apenas cerca de 50% das crianças na faixa etária foram imunizadas contra a doença.

Na última quinta-feira (10), os gestores municipais começaram a busca ativa por crianças que ainda não foram vacinadas contra a Covid-19. O plano adotou dois tipos de ação para encontrar as crianças que ainda não receberam o imunizante, um voltado para o ambiente escolar e outro que usa os agentes comunitários de saúde (ACS) para irem até as residências. Pais poderão acompanhar a vacinação Desde a quinta-feira passada, os alunos levaram para casa folhetos informativos sobre a vacina contra a Covid-19 e um formulário para ser preenchido pelos pais. Para aqueles que ainda não tiverem tomado a vacina contra a Covid-19, os responsáveis interessados poderão assinar um termo autorizando a aplicação no ambiente escolar, em uma data que será previamente informada.

No dia marcado, a aplicação da vacina será feita no fim do turno de aulas: pela manhã, entre 11h e 12h30, e à tarde, entre 15h30 e 17h.

Os pais dos alunos poderão escolher se vão acompanhar a vacinação de seus filhos ou se autorizam que eles recebam a primeira dose do imunizante na escola sem a presença de um responsável da família.

A vacinação acontecerá quando os responsáveis forem buscar as crianças na escola. Aquelas com a autorização para a aplicação já sairão vacinadas do colégio.

Os pais que quiserem acompanhar a vacinação de seu filho pessoalmente podem chegar no horário previsto e terão acesso ao local onde ocorrerá a ação.

A previsão é que em 45 dias todas as 1.307 escolas públicas recebam as equipes de saúde para a imunização dos alunos. Ao todo, a rede conta com 347 mil crianças matriculadas. “A ideia desse programa é muito simples. Se a família não puder ir até a vacina por qualquer motivo, a vacina vem até a escola. Isso simplifica o processo e faz com que as nossas crianças possam ter a oportunidade de se vacinar, sempre com a autorização do responsável.


Acreditamos muito nesta parceria família-escola para que a educação funcione muito bem. Vacinar as crianças permite mais abraços e mais segurança para as nossas escolas”, comentou o secretário de Educação, Renan Ferreirinha. Verificação da carteira de vacinação Além de receberem a primeira dose da vacina contra a Covid, os alunos também poderão saber se estão em atraso com algum outro imunizante da sua caderneta de vacinação.

Após verificarem algum tipo de atraso no calendário vacinal, os agentes comunitários de saúde irão até as casas dessas crianças. Elas poderão ser vacinadas no próprio domicílio, na presença do responsável que estiver no local, ou serem orientadas a comparecer na unidade de Atenção Primária de referência para atualizar suas cadernetas de vacinação. Vacinação teve início na Zona Norte Na última quinta-feira (10), na Escola Municipal Rodrigo Mello Franco Andrade, no Andaraí, na Zona Norte, o prefeito Eduardo Paes (PSD) e o secretario de saúde Daniel Soranz, participaram de uma demonstração de como a campanha de vacinação vai ocorrer. A primeira criança a ser imunizada na ocasião foi a pequena Fabiane, de 7 anos, do segundo ano do ensino fundamental. “A importância é a proteção contra essa doença. Eu tinha ido ao posto, mas no dia que eu fui não tinha vacina", afirmou Antônia da Cunha Mota, mãe da criança.


Fonte: G1

12 visualizações0 comentário