top of page

Reino Unido amplia uso de remédio capaz de prevenir enxaqueca


 
 

O fremanezumab é um medicamento desenvolvido para a prevenção de enxaqueca. O remédio atua na dilatação de vasos sanguíneos do sistema nervoso central e é administrado por injeção subcutânea.


Apenas adultos podem tomar o fremanezumab. Inicialmente, o remédio foi aprovado no Reino Unido apenas para casos de enxaqueca crônica, quando a pessoa sofre com dores por pelo menos 15 dias durante mais de três meses.


Entretanto, em dezembro, o National Institute for Health and Care Excellence (NICE) também recomendou o uso para doentes com enxaqueca episódica, que se configura por quatro dias de dores por um mês ou mais.


Especialistas britânicos acreditam que o medicamento é um dos principais avanços recentes no tratamento contra a enxaqueca e dores de cabeça fortes.

“Para as pessoas cuja enxaqueca não respondeu a pelo menos três tratamentos preventivos orais, as evidências dos ensaios clínicos mostram que o fremanezumab funciona melhor do que os melhores cuidados de suporte tanto na enxaqueca episódica como na crônica”, declara o NICE.

São duas opções de dosagem: 225mg uma vez por mês ou 675mg a cada três meses. O benefício do tratamento deve ser avaliado dentro de três meses após o início do tratamento. O NICE aconselha interromper o fremanezumab se a frequência da enxaqueca não diminuir em pelo menos 30%.


O preço do fremanezumab é £ 450 por injeção de 225 mg e £ 1.350 por 675 mg. Os valores representam respectivamente R$ 3.433 e R$ 10.299. O remédio possui acordo comercial e está disponível com desconto no sistema nacional de saúde do Reino Unido.

De acordo o comitê do NICE, o fremanezumab foi considerado um tratamento eficaz contra a enxaqueca e com um bom custo-benefício, quando comparado com os outros procedimento existentes, como a toxina botulínica do tipo A.


Enxaqueca


Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a enxaqueca é uma das doenças mais incapacitantes do mundo. O quadro da condição se caracteriza por um tipo de dor de cabeça forte com movimentos palpitantes em um dos lados da cabeça – ou nos dois.


Geralmente, o desconforto vem acompanhado de fotofobia, fonofobia, náusea, vômito e algumas pessoas ainda apresentam tonturas. A duração da crise varia, podendo chegar a até 72 horas.


Dados do Ministério da Saúde apontam que 30 milhões de brasileiros sofrem de enxaqueca. A maioria dos pacientes tem entre 25 e 45 anos, e 25% deles são mulheres. Cerca de 3% a 10% das crianças são afetadas pelo problema e a incidência da condição diminui após os 50 anos.

As causas exatas ainda são desconhecidas, mas se sabe que elas estão relacionadas com alterações do cérebro e possuem influência genética.


Fonte: Metrópoles


7 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page