Rede pública de saúde do DF recebe leitos de UTI usados contra a Covid-19



Após desativar os hospitais de campanha do Distrito Federal, a Secretaria de Saúde deu início ao processo de doação dos equipamentos das unidades fechadas para outras instalações da rede pública de saúde. Até o momento, 50 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para Covid-19 voltaram a atender pacientes com outras outras doenças não relacionadas ao novo coronavírus.


A medida só foi possível depois da redução de casos e do índice de transmissibilidade da doença em todo o DF.


Foram desmobilizados 20 leitos de UTI no Hospital Regional de Samambaia (HRSam), 20 no Hospital Regional do Gama (HRG) e 10 no Hospital Regional de Ceilândia (HRC).


A expectativa é que, nos próximos 10 dias, mais 40 leitos de terapia intensiva voltados para Covid-19 sejam convertidos no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), reforçando o atendimento à pacientes com outros agravos.

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, entende que essa conversão “vai ajudar a aliviar a fila por UTI no Distrito Federal, contribuindo para salvar vidas e a aliviar o sofrimento de tantos pacientes que esperam por um leito”.

De acordo com o secretário-adjunto de Assistência à Saúde, Petrus Sanchez, a desmobilização tem respaldo técnico e vem para otimizar o uso dos leitos de terapia intensiva neste momento.


“Entendemos que agora os pacientes portadores de enfermidades não Covid-19 é que têm maior necessidade, enquanto há leitos que estão ficando ociosos no atendimento ao paciente Covid-19. Com a desmobilização, teremos uma redução significativa na demanda reprimida por leitos de UTI no DF”, ressaltou.


Fonte: Metrópoles

3 visualizações0 comentário

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram