Reajuste suspenso de plano de saúde poderá ser parcelado em 12 vezes



A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) informou que os reajustes anuais e por faixa etária dos planos de saúde, suspensos neste ano devido à pandemia, poderão ser parcelados em 12 vezes.

A ANS definiu ainda que o reajuste para os planos individuais será de 8,14%, sendo que sua aplicação só será possível a partir de janeiro de 2021. Um total de 8 milhões de pessoas terão seus planos reajustados. Já aqueles que contrataram seus planos de saúde antes de 1998, terão aumentos diferenciados. Para Amil, o aumento é de 8,56%, Bradesco e SulAmérica, 9,26% e Itauseg, 9,26%. A suspensão do reajuste anual abarcou um total de 20,2 milhões de beneficiários, o que representa 51% do total das pessoas que possuem convênio médico, e 5,3 milhões de usuários tiveram seus aumentos por faixa etária adiados, o que representa 100% daqueles que teriam seus planos reajustados por esse indicador. A suspensão não foi aplicada aos contratos antigos (anteriores a Lei de 1998), aos contratos de planos coletivos empresariais com 30 ou mais vidas que já haviam negociado e aplicado reajuste até 31 de agosto, e aqueles com 30 ou mais vidas em que a pessoa jurídica contratante optou por não ter o reajuste suspenso.


Fonte: Valor Econômico

2 visualizações0 comentário

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram