Presidente do sistema Hapvida antecipa abertura de 16 novos hospitais até o fim de 2021



Muitas vezes, a inspiração para seguir determinada profissão vem de exemplos na própria família. Foi assim com Jorge Pinheiro, presidente do Sistema Hapvida.


“Minha primeira experiência na área da saúde foi com meu pai quando ainda era criança. Ele fundou uma pequena clínica chamada Clínica Antônio Prudente e eu passava as tardes lá ajudando em tudo que fosse necessário”, lembra Jorge de seu pai Candido Pinheiro.


Estar neste ambiente de saúde desde cedo influenciou Jorge a seguir os caminhos da medicina. Ele graduou-se pela Universidade Federal do Ceará e ali começava oficialmente sua trajetória profissional.


Em 1993, seu pai criou a operadora Hapvida que, aos poucos, foi se expandindo com a criação de filiais e hospitais em outras cidades. Foi no ano de 2000 que Jorge foi convidado para a missão de assumir a presidência do Sistema Hapvida. Desde então, a operadora alcançou patamares expressivos, abrindo novas filiais e hospitais nas cinco regiões do país.


“Atualmente, temos 45 hospitais próprios espalhados pelo Brasil e, até o final de 2021, esse número deve aumentar para 60. Fico muito orgulhoso de ver que 96% das internações de nossos clientes são ofertadas pelos nossos próprios hospitais”, ressalta.


O gestor reconhece que um dos principais pilares do Sistema Hapvida está em sua equipe, tanto na governança quanto na linha de frente. São mais de 35 mil colaboradores, além de 15 mil médicos e mais 15 mil dentistas. “Sempre reforçamos para a nossa equipe a importância de se ter foco, resiliência e acreditar na missão da empresa”, explica Pinheiro.


Desafios do empreendedorismo


O ano de 2020 foi marcado por aquisições do Hapvida por todo o país, tanto de carteiras de planos de saúde, como hospitais, clínicas e outros negócios do setor. Apenas no terceiro trimestre, foram sete novas aquisições pelo Sistema Hapvida. Até o final de 2021, a operadora contará com 60 hospitais próprios no país.


Esta brilhante trajetória de sucesso no empreendedorismo na saúde caminha por uma trajetória de muitos desafios, segundo o próprio presidente do Sistema. “Empreender no Brasil por si só já é um caminho complicado, mas fico feliz de continuar no caminho traçado por meu pai. Além das dificuldades do mercado interno, é necessário abdicar muitos pontos de sua vida pessoal”.


Jorge reconhece o peso da abrangência continental do país nos negócios, o que, segundo ele, traz pontos positivos e negativos a serem considerados. “Por um lado, temos muitas dificuldades estruturais, mas também existem muitas oportunidades. É necessário se adaptar conforme as necessidades e fizemos muito isso no Hapvida até chegar no modelo de negócio que temos hoje”.


Porém, para Pinheiro, nenhum desses desafios foi tão grande quanto à pandemia da Covid-19. “Esse é o período mais intenso que já enfrentamos na vida. Desde o início, tentamos nos preparar da melhor forma. Montamos um comitê técnico que verificou como outras potências mundiais enfrentaram a situação e como poderíamos nos preparar”.


O Hapvida também criou cerca de 1.500 novos leitos e focou sua atenção na possível falta de suprimentos. “Enfrentamos dificuldades de logística, mas fizemos de tudo para que não faltasse nada para nenhum profissional. Alugamos uma aeronave privada para o transporte de suprimentos e atingimos nosso objetivo”.


O Hapvida divulga diariamente, em todas as suas redes, dados epidemiológicos da Covid-19 divididos por cidades do país. “Fizemos questão de mostrar, quantas internações foram realizadas, o número de óbitos e de pacientes recuperados”.


Fonte: Grupomidia.com

2 visualizações0 comentário

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram