Prefeito de Cuiabá é afastado por irregularidades na Saúde


 
 

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), foi afastado do cargo, nesta terça-feira (19/10), após pedido do Ministério Público Estadual do Mato Grosso (MPMT). A Polícia Judiciária Civil cumpriu mandados de busca e apreensão, nesta manhã, no âmbito da operação Capistrum.


O chefe de gabinete dele, Antônio Monreal Neto, foi preso. A esposa do prefeito, Márcia Aparecida Kuhn Pinheiro, a secretária Adjunta de Governo e Assuntos Estratégicos, Ivone de Souza, e o ex-coordenador de Gestão de Pessoas, Ricardo Aparecido Ribeiro, também foram alvo da operação.

A ação foi autorizada pelo Tribunal de Justiça do estado (TJMT). As investigações apuram ilícitos perpetrados no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá.


Em nota, o prefeito cuiabano informou estar à disposição das autoridades para esclarecer os fatos. Leia a íntegra:


“O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, informa que recebeu notificação judicial na manhã de hoje (19) sobre investigação do Ministério Público do Estado de Mato Grosso. Recebeu com surpresa decisão que gerou afastamento de suas funções em razão de apuração por contratação irregular de servidores da Saúde em Cuiabá. Amparado pela transparência, o gestor púbico posteriormente irá se manifestar à população e imprensa. Reitera que está à disposição das autoridades competentes e vai colaborar para o pronto esclarecimento dos fatos.”


Fonte: Metrópoles

3 visualizações0 comentário