Por que é melhor ir ao geriatra antes de envelhecer

O cantor britânico David Bowie dizia que envelhecer é um processo extraordinário, em que você se torna a pessoa que sempre deveria ter sido. E para aproveitar esta fase com mais disposição, os cuidados com a saúde são essenciais.

Para Fernanda Martins Gazoni, geriatra da rede do plano de saúde premium Amil One, não é preciso esperar o avanço da idade para começar a se prevenir das doenças mais comuns nesse momento da vida.

— A partir dos 40 anos a vida começa a ficar diferente, o corpo já não responde da mesma maneira, então esta é a hora de procurar um geriatra. Assim as pessoas podem envelhecer com saúde e se prevenir de doenças que podem aparecer em uma população com mais idade.

E apesar de algumas pessoas consultarem um médico em busca de vitaminas ou soluções milagrosas contra o envelhecimento, a geriatra afirma que esse não é o objetivo dos profissionais de saúde. A ideia é que os pacientes disponham de um tratamento preventivo, façam uso racional dos medicamentos e mudem alguns hábitos para que possam viver melhor.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil tem 29,3 milhões de idosos, sendo que 24,6% deles têm diabetes, 56,7% têm hipertensão, 18,3% são obesos e 66,8% têm excesso de peso. E como a expectativa de vida do brasileiro tem aumentado, a prevenção tem um papel muito importante na diminuição destes números.

Tratamento multidisciplinar

Gazoni explica que os geriatras costumam fazer uma avaliação global do paciente e não apenas de um sintoma específico. Em geral, uma equipe multidisciplinar que também conta com nutricionistas, psicólogos e fisioterapeutas com especialização em gerontologia fazem uma investigação da rotina da pessoa e indicam o melhor tratamento.

— Na primeira consulta perguntamos sobre possíveis sintomas neuropsicológicos, se tem algum problema cardíaco, falamos sobre a alimentação, problemas de memória e atenção, humor, sono, enfim, avaliamos tudo o que pode influenciar na saúde do paciente. E procuramos alertar que o quanto antes tivermos consciência de como a nossa condição emocional e física influencia em como vamos envelhecer, melhor. É um trabalho que precisa ser feito ao longo da nossa vida toda.

Com a terceira idade, o processo natural de envelhecimento e o aparecimento de doenças crônicas podem limitar a vida das pessoas. E como nem sempre os problemas de saúde apresentam sintomas, a prevenção tem papel fundamental para estes pacientes.

Quem se cuida e mantém hábitos saudáveis tem mais chance de chegar à maturidade com disposição e autonomia Foto: Getty Images

De acordo com a geriatra, quem faz check-up todos os anos e mantém hábitos saudáveis tem mais chance de chegar à maturidade com disposição para fazer exercícios físicos, viajar e ter uma vida com mais autonomia e independência. E mesmo quem já tem mais de 60 anos consegue ver uma mudança no seu dia a dia quando conta com um atendimento médico que identifique maneiras de diminuir os problemas, reabilitar e oferecer mais qualidade de vida para o idoso.

— Nós tratamos por meio de metas. Cada idade tem uma dificuldade, que pode ser desde um cansaço até problemas de locomoção. Com pequenos desafios, muitas vezes conseguimos que as pessoas se superem e façam atividades que antes não conseguiam. O nosso papel é ajudar sempre com carinho e respeito.

E para envelhecer com qualidade de vida, alguns cuidados são essenciais. Além dos exames de rotina, Gazoni explica que é preciso ter uma alimentação rica em proteína e cálcio, fazer alguma atividade física, não fumar, reduzir o consumo de álcool, dormir bem, manter a saúde bucal, ter um ambiente social agradável e uma boa saúde mental e emocional.

Fonte: O Globo

#geriatra #saude

4 visualizações

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Facebook
  • Instagram