Pets ajudam pacientes com câncer em hospitais públicos do DF

Pacientes do Hospital de Apoio e do Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) têm contado com a ajuda dos animais para aliviar a dor, a ansiedade e até a depressão. As visitas aos hospitais da rede pública fazem parte do projeto Pet Amigo, onde voluntários levam cachorros – previamente adestrados – para passar alguns momentos com os internos.

Segundo os médicos, a presença dos bichos ajuda a reduzir a dor, reduz a ansiedade e a depressão. redução da dor, da ansiedade e da depressão. “Além disso, alivia a tensão do ambiente hospitalar e faz bem, inclusive, para os servidores”, diz Heloisa Machado, do Núcleo de Educação Permanente em Saúde do Hospital de Apoio.

Magali e Chanel são duas das amigas de quatro patas. Quando entram nos quartos, elas são sempre recebidas com largos sorrisos e pedidos.

“Deixem elas subirem na minha cama”, diz Catarina Maria, de 71 anos.

A paciente, que tem um câncer na cabeça, é atendida na hora. Os voluntários cobrem o leito da idosa que, um ano atrás – logo que foi internada – não queria ver as cachorras por medo de se apegar.

Como é a pet terapia

Cachorrinha Channel é uma das pets adestradas para visitar pacientes em hospitais do DF — Foto: Geovana Albuquerque/ Secretaria de Saúde do DF

A visita dos cães ao Hospital de Apoio ocorre a cada 15 dias. Para participar, os animais passam antes por uma análise comportamental e precisam ir a três visitas, acompanhados de um adestrador.

Segundo a Secretaria de Saúde do DF, tudo é feito seguindo normas internacionais para este tipo de terapia com animais. A coordenadora do projeto Karoline Lazzarotto, explica que, além de forrar a cama com TNT para proteger os pacientes, os cachorros também um “banho” especial.

“Antes de entrar e depois que saem, passamos no cachorro a clorexidina, que age como agente bacteriostático e bactericida.”

Paciente do Hospital de Apoio, no DF, brinca com cachorro que faz visitas por meio do projeto Pet Amigo — Foto: Geovana Albuquerque/ Secretaria de Saúde do DF

O Hmib também recebe a visita dos pets, a cada 15 dias, aos sábados. “No Hmib, a gente fica no pátio e as crianças são levadas para lá”, explica Karoline.

“Elas ficam muito animadas, pois muitas lembram dos bichinhos que deixaram em casa enquanto estão internadas.”

Quem pode participar?

Atualmente, 40 cachorros estão cadastrados no projeto. No Hospital de Apoio, podem ir cinco animais, no máximo, a cada visita. Já no Hmib, são até seis.

De acordo com Karoline Lazzarotto, donos de animais interessados em participar do trabalho voluntário podem entrar em contato por meio do site da organização.

“Para este ano, estamos avaliando a implantação da atividade assistida por animais. Vai funcionar de forma diferente, com pacientes pré-selecionados, como parte do tratamento”, adianta a coordenadora do Pet Amigo.

Fonte: G1

#câncer #distritofederal #pets

2 visualizações

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram