Personalidade pode influenciar envelhecimento do cérebro, diz pesquisa



De acordo com uma pesquisa publicada na segunda (11/4), alguns traços de personalidade podem influenciar na queda cognitiva ao longo da vida. Segundo os pesquisadores da University of Victoria, no Canadá, indivíduos extrovertidos e mais conscientes conseguem atrasar os impactos da idade no cérebro.


O estudo foi publicado na revista científica Journal of Personality and Social Psychology. Segundo o trabalho, pessoas neuróticas têm mais chances de apresentar declínio cognitivo com o passar dos anos. “Traços de personalidade podem refletir padrões de pensamento e comportamento relativamente duradouros, o que pode afetar, acumuladamente, o envolvimento em comportamentos e padrões de pensamento saudáveis e não saudáveis ao longo da vida”, explicou a doutoranda em psicologia Tomiko Yoneda, no documento enviado à imprensa.


Pessoas neuróticas tendem a ser ansiosas e a acreditar que as menores frustrações são ameaçadoras. Já os conscientes são organizados e disciplinados, que trabalham para alcançar seus objetivos. Os extrovertidos são pessoas assertivas e animadas sobre os aspectos da vida.

Foram analisadas as personalidades de quase 2 mil pessoas. Os cientistas descobriram que indivíduos de 80 anos com grande nível de consciência sobre si vivem até dois anos a mais sem declínios cognitivos do que as pessoas com traços neuróticos.


Fonte: Metrópoles

4 visualizações0 comentário