Pediatra impede criança de 3 anos de ficar em consultório com a mãe em UPA na Grande BH; VÍDEO


 
 

Uma médica pediatra foi dispensada da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São Benedito, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, após impedir que uma criança de 3 anos ficasse com a mãe dentro do consultório, na noite dessa terça-feira (4).


O vídeo mostra o menino do lado de fora do consultório e viralizou nas redes sociais. As imagens mostram o momento em que a porta é fechada bruscamente na cara da criança.

A gravação foi realizada por Thauan Vítor da Silva Pereira, de 23 anos, que foi até a unidade de atendimento levar o próprio filho, de 11 meses. "Chegamos lá por volta das 16h30 e essa mãe já estava aguardando com os dois filhos. Por volta das 21h30, as nossas fichas foram chamadas. Ela entrou primeiro com as crianças e pediu para minha companheira olhar a sacola que ficou do lado de fora. Rapidamente, a mãe saiu pedindo que também tomasse conta do filho, uma vez que a médica disse que não atenderia os dois ao mesmo tempo porque estava estressada", lembra Thauan. Segundo ele, o primeiro atendimento foi realizado e, posteriormente, a mãe saiu para pegar o segundo filho e deixou o primeiro, que já tinha consultado, do lado de fora. Ao notar que ficaria sozinho, o menino ficou em pé perto da porta. Nesse momento, a porta foi fechada bruscamente. "Ele se assustou, deu um passinho para trás e ficou esperando o atendimento acabar. Eu fiz o vídeo pela situação ter me gerado um sentimento de muita revolta. A mãe não teve opção, ela precisava de atendimento para os filhos e teve que aceitar a imposição da médica. Marquei o prefeito na publicação e hoje tivemos essa informação da dispensa dela", contou Thauan. Caso é apurado pela prefeitura Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Santa Luzia disse que o caso ainda está em apuração, mas que a profissional foi dispensada de prestar serviços para a prefeitura. Ainda conforme o comunicado, o desligamento da pediatra não comprometeu o atendimento na UPA.

Veja o comunicado divulgado nas redes sociais da prefeitura após repercussão do caso:

A reportagem do g1 Minas solicitou ao município um meio de contato com a médica para que ela pudesse se posicionar sobre os fatos, mas a prefeitura informou que não poderia disponibilizar. A profissional não teve, oficialmente, o nome divulgado. O espaço segue em aberto caso a pediatra queira comentar o caso.

Veja a nota na íntegra da Prefeitura de Santa Luzia:

"A Prefeitura de Santa Luzia vem a público esclarecer que a médica identificada no vídeo que circula nas redes sociais foi dispensada de prestar serviços na Prefeitura. Reafirmamos o repúdio à atitude tomada no atendimento realizado na UPA São Benedito, esclarecendo que o tratamento dispensado aos usuários na ocasião não condiz com as diretrizes estabelecidas para atendimento ao público na Administração Municipal de Santa Luzia.

As imagens foram registradas no ato do fato, durante o plantão noturno de ontem. A mãe chegou com os dois filhos, um de dois anos e o outro de três anos, que foram atendidos. A médica atuava na Unidade de Saúde há mais de 15 anos e o fato não comprometeu o atendimento. O caso está em apuração pela secretaria municipal de Saúde, uma vez que o fato aconteceu ontem à noite e as informações sobre o assunto estão sendo levantadas. Reiteramos ainda que atos como esse são passíveis, inclusive, de processos administrativos e denúncias junto à Ouvidoria e Corregedoria Geral do Município".


Fonte: G1

179 visualizações0 comentário