Paulo Gustavo segue internado e boletim médico diz que situação do ator é crítica



O ator e comediante Paulo Gustavo segue internado na UTI de um hospital na Zona Sul do Rio desde o dia 13 de março por conta de complicações decorrentes da Covid-19.


O marido de Paulo Gustavo, o médico Thales Bretas, postou nas redes sociais neste domingo (11) que o quadro clínico de Paulo está difícil.

O boletim divulgado pela equipe médica informou que a situação clínica do ator é crítica porque surgiram complicações hemorrágicas a que ele vem respondendo "de certa forma satisfatória".


Veja abaixo a íntegra do boletim.

"Às fístulas bronco-pleurais identificadas e tratadas somaram-se a complicações hemorrágicas, mas que vêm respondendo, de certa forma satisfatória, à reposição dos fatores da coagulação deficitários. A situação clínica do paciente é crítica e todos os profissionais têm se empenhado incessantemente pela sua recuperação. Todos os equipamentos necessários para o suporte da vida, como a ventilação mecânica e a ECMO continuam sendo necessários. A família do ator agradece todo o carinho e orações e pede que continuem a enviar boas energias para a recuperação de todos os que se encontram na luta contra o vírus."

Em sua postagem no Instagram, com uma foto no Santuário de Fátima, em Portugal, Thales disse que "o quadro clínico do meu amor está difícil, mas para ele nada é impossível, e nem pra Ele, nosso Deus, e essa dupla poderosa vai trazer ele de volta pra casa." Microcirurgia Paulo Gustavo passou por novo procedimento na sexta-feira (9), quando os médicos informaram que o ator apresentou estabilidade após a intervenção.

Cinco dias antes, o ator foi submetido a um procedimento para correção de uma fístula bronco-pleural.

A fístula ocorre quando há uma comunicação anormal entre os brônquios e a membrana que reveste os pulmões. O problema gera uma passagem de ar que pode ser prejudicial.

No boletim de sexta, a equipe médica disse que uma nova fístula bronco-pleural foi identificada no pulmão do ator na noite de quinta (8).

O boletim seguia dizendo que as manobras terapêuticas transcorreram com sucesso e Paulo Gustavo seguiria em estabilidade clínica.

"O quadro geral mantém o otimismo da equipe profissional, mesmo levando-se em conta a gravidade que existe em todos os pacientes em uso de ventilação mecânica e de ECMO", acrescenta a equipe médica no texto.


Fonte: G1

4 visualizações0 comentário