Paciente com Covid-19 morre em ambulância e família denuncia demora para conseguir leito de CTI


 
 

Um paciente com Covid-19 morreu a caminho do Hospital de Campanha do Riocentro na manhã de segunda-feira (30). Nelson Moreira Jorge estava internado desde quinta (26), no Hospital do Andaraí, em um leito que não era de tratamento intensivo.


A família afirma que ele demorou a conseguir um leito de CTI e declara que o atendimento não foi adequado. Os familiares afirmam que o teste de detecção da Covid-19 não foi feito. Ele morreu dentro da ambulância.

“O caso se agravou no sábado e ele foi entubado e ficou no setor de trauma, não foi para o CTI. Nós, como família, questionamos o motivo dele não estar no CTI e nos informaram que está proibido paciente com Covid-19 no tratamento intensivo do Hospital Federal do Andaraí. Meu tio, sem condição nenhuma de uma transferência para outro hospital, foi transferido. A informação que nos deram é que ele veio à óbito dentro da ambulância”, disse a sobrinha de Nelson, Gabriele Freitas.

O Ministério da Saúde lamentou a morte do paciente e informaram que todas as normas de assistência foram cumpridas. O paciente se encontrava no setor de trauma, em um leito de isolamento, para o rastreio da Covid-19, e que o quadro evoluiu para uma piora clínica, sendo imediatamente cadastrado no sistema de regulação. E que assim que a vaga foi disponibilizada, ele foi transferido.


Fonte: G1

6 visualizações0 comentário