Páscoa: aprenda a escolher opções mais saudáveis de chocolate



A Páscoa costuma ser comemorada com os tradicionais ovos de chocolate. No entanto, apesar de delicioso, o alimento desperta polêmicas, há quem o evite por considerá-lo prejudicial à saúde.


A nutricionista Cynara Oliveira orienta que o consumidor fique atento ao rótulo do produto. Os principais ingredientes do chocolate são: cacau, manteiga de cacau (fonte de gordura), açúcar ou similar (adoçantes ou açúcares diferentes) e leite (leite em pó ou leite condensado).


“Nem todo chocolate tem cacau suficiente para ser considerado benéfico à saúde. Infelizmente, se você quer uma opção saudável ou de baixas calorias, deve dar adeus ao chocolate considerado mais saboroso”, comenta Cynara.

O ingrediente que fornece benefícios para a saúde é o cacau. Portanto, quanto maior o teor de cacau no chocolate, melhor. O fruto é rico em minerais, vitaminas e antioxidantes.


Fuja dos vilões


Para os que estão preocupados com a pele, a dermatologista Clarissa Borges sugere que o chocolate ao leite seja substituído. “Existem evidências de que derivados do leite em geral pioram a acne. A hipótese atual é a de que hormônios em produtos lácteos estão relacionados ao quadro inflamatório”, enfatiza.


Outro ingrediente que pode ser considerado prejudicial é o açúcar. “Chocolates que possuem alto índice glicêmico são rapidamente absorvidos gerando um pico de glicemia e, em consequência, um pico na secreção de insulina. Esse pico de insulina contribui para o aumento do peso, problemas cardiovasculares e diabetes”, aponta Clarissa.


O chocolate branco também apresenta poucos benefícios para a saúde, pois não contém cacau na composição. O produto é feito somente com a manteiga do cacau, que é a gordura extraída da semente da fruta, acrescida de leite e açúcar.


Chocolate saudável


O consumo moderado de chocolates amargos, que possuem maiores quantidades de cacau, é o mais indicado. Eles podem auxiliar na proteção de doenças cardiovasculares, aumentar os níveis de serotonina (hormônio da felicidade), diminuir a ansiedade e ajudar na perda de peso por conta de sua ação termogênica.

“Quanto mais amargo e orgânico, mais benéfico o chocolate será. As maiores concentrações de flavonoides, substâncias com potente atividade antioxidante, se encontram principalmente nos chocolates com alto teor de cacau”, ressalta a médica Clarissa Borges.

Os chocolates mais saudáveis possuem normalmente:


  • Poucos ingredientes (ideal apenas 2);

  • Maior teor de cacau (portanto os amargos, acima de 70%);

  • Maior teor de massa de cacau (cacau ou massa de cacau devem ser o primeiro item na lista de ingredientes);

  • Menor teor de gordura;

  • Ausência de aditivos e corantes.


Quantidade indicada


No geral, a porção de chocolate indicada é de até 30 gramas ao dia por pessoa. A quantidade ideal corresponde a uma barra pequena ou quatro “quadradinhos” de uma barra grande de chocolate.


Produtos light e diet


Outra questão que merece atenção são os chocolates light e diet. O produto light tem 25% menos nutrientes, já o diet não tem nenhum nutriente. O ovo de páscoa diet, por exemplo, não contém açúcar, mas pode possuir muita gordura.


Fonte: Metrópoles

2 visualizações0 comentário