Os cinco problemas de saúde mais comuns em escritórios e como evitá-los

Você pode até amar o seu trabalho, mas passar oito horas por dia sentado em um escritório, cinco dias por semana, não é nada bom para seu corpo. Os perigos para a integridade física e psicológica são duas características de ambientes de trabalho insalubres. Mas não se engane, mesmo não recebendo essa classificação, os escritórios escondem perigos para os funcionários.

Parte desses riscos residem no fato de que os profissionais passam a maior parte do tempo sentados. De olho nesse problema, a organização sem fins lucrativos Mayo Clinic, que trabalha com pesquisas na área da saúde, listou as doenças mais comuns resultantes do trabalho em escritórios.

Os problemas vão desde níveis de colesterol anormais até pressão sanguínea alta e elevado risco de doenças cardiovasculares. Apesar de sérias, você pode evitar essas doenças com uma série de hábitos simples. Confira quais.

Cabeça projetada para frente Você sente seu pescoço rígido e dolorido quando acorda? Tensão nos ombros? Caso a resposta seja positiva, saiba que você não está sozinho. Segundo o quiroprata Joseph Taylor, em entrevista concedida para o portal FastCompany, esse problema é muito comum no meio corporativo.

Existem diversos motivos para a dor, mas Taylor diz que o principal são os trabalho em escritórios. A grande maioria das pessoas não se senta com a postura correta, o que coloca muita pressão na parte superior do corpo. O problema se acentua quando essa posição incorreta persiste por muitas horas, repetidamente durante a semana.

Se não tratada corretamente, tal condição pode trazer graves consequências, como dores de cabeça, espasmos muscular e até mesmo menor capacidade pulmonar. Caso você se identifique com esses problemas, além de procurar ajuda médica, adeque sua postura no local de trabalho. Isso inclui ajustar a altura da tela do seu computador, da sua cadeira e teclado; de forma que você consiga se sentar com a postura reta, manter a sola dos seus pés no chão e os ombros relaxados.

Dor nas costas crônica Segundo a entidade de pesquisa norte-americana National Institute of Neurological Disorders and Stroke, cerca de 80% dos adultos irá sentir dor nas costas em algum momento de sua vida. Apesar de comum, esse problema tem conquências para sua saúde. Segundo a especialista em movimento Samantha Parker, a dor nas costas é responsável por cerca de 26 mil dias de trabalho perdidos anualmente.

Corrigir sua postura é uma forma de amenizar o problema, mas não é o suficiente para evitá-lo. Isso porque, mesmo com a postura correta, sentamos em um ângulo de 90 graus entre a lombar e as pernas, o que acaba gerando tensão na região pélvica. Levantar por alguns momentos para se alongar pode ser uma boa forma de prevenir essas dores.

Síndrome do Túnel do Carpo Durante o expediente, nós forçamos muito nossos pulsos. Seja na hora de digitar, mover o mouse ou comer algum petiscos. O estresse causado nessa pequena parte do nosso corpo pode causar a Síndrome do Túnel do Carpo.

A causa da síndrome é uma pressão contínua e repetitiva em um nervo localizado entre a mão e o antebraço. O resultado são dores no antebraço, dedos, mão, polegar ou pulso.

Se você acha que pode ter essa síndrome, não se desespere. Procure um médico e faça exercícios que melhorem a saúde da suas mãos. Isso inclui pressionar a palma da mão contra uma parede (ou até mesmo sua mesa) e alongar cada dedo individualmente, e abrir e fechar o pulso.

Estresse contínuo no pulso pode provocar problemas sérios na saúde. (Foto: Pixabay)

Ferimentos causados por escorregões ou quedas A maioria das pessoas que trabalha em escritórios não considera seu ambiente de trabalho perigoso – principalmente em comparação a uma fábrica ou canteiro de obras. Mas sim, o escritório esconde riscos.

Ferimentos graves podem acontecer em escorregões ou quedas no escritório, por exemplo. Quando uma pessoa perde o equilíbrio, a reação natural é se proteger com as mãos, mas isso pode causar lesões nas mãos e ombros.

Em um escritório, diversos fatores de risco que podem gerar essas situações, como carpetes soltos, pisos irregulares e fiação exposta. A principal forma de prevenção é óbvia: é necessário se manter constantemente alerta, prestando atenção a seus arredores. Se você ver algum equipamento que pode causar riscos, não exite em acionar a equipe de manutenção.

Fadiga ocular Segundo a personal trainer Koya Webb, 60% dos adultos norte-americanos apresentam fadiga ocular resultante da exposição contínua a telas. De todos os possíveis problemas causados pelo ambiente corporativo, esse pode parecer o mais insignificante – mas não é. No longo prazo, isso pode trazer graves consequências para sua visão.

Webb recomenda, como medidas preventivas, uma espécie de “yoga ocular”. A prática consiste em um conjunto de exercícios que tem como objetivo relaxar sua visão e aprimorar o seu foco. Dentre eles, está o ato de fechar seus olhos repetidamente, fingindo estar olhando para um relógio na sua frente. Tente alternar entre os números 12 e 3. Em seguida, direcione sua atenção para o 6 e 9.

Você também pode tentar piscar rapidamente diversas formas e, em seguida, fechar seus olhos por 20 segundos.

Fonte: Época Negócios

#cinco #escritório #problemasdesaúde

0 visualização

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram