Opinião do especialista | Odontologista lista cuidados necessários à saúde bucal dos idosos

Atualizado: Jul 30



Com o aumento da conscientização dos hábitos de higiene bucal, cada vez mais os idosos conseguem manter seus dentes originais e, como consequência, um belo sorriso no rosto. No entanto, a chegada da idade desencadeia alguns problemas que são influenciados por diversos fatores, como dieta inadequada, estresse, tabagismo, diabetes, entre outros. Preste atenção nos sinais que sua boca dá, como mudança na aparência dos lábios e da parte interna, caroços, feridas e inchaços.


Opinião do especialista


O Portal Saúde Agora perguntou a opinião da Cirurgiã Dentista Dra. Luisa Amaral Salvio - especialista em ODONTOLOGIA sobre os cuidados e a prevenção necessária à saúde bucal dos idosos. Confira a opinião da especialista:


Portal Saúde Agora: Que cuidados principais devem ser observados na saúde bucal para idosos?


Dra. Luisa Amaral: É importante o acompanhamento periódico e regular com o dentista para prevenir, diagnosticar e tratar os idosos. Os cuidados bucais devem levar em consideração a integridade dos idosos, que são mais suscetíveis a diversas alterações que podem comprometer a saúde oral, dificultando a mastigação, estética e fonética.


Alguns cuidados podem auxiliar na prevenção de doenças na boca:


· O principal cuidado é com a higienização. Ela ajuda a evitar cáries e problemas na gengiva que possam comprometer e estrutura do dente, podendo causar dor, infecções, mobilidade e perda do dente.


· Autoestima e bem estar. Os idosos precisam ter vontade de sorrir e se sentirem bem nessa fase da vida, além de terem hábitos saudáveis.


· A nutrição é outro fator relevante: é ideal que o paciente tenha a função mastigatória preservada ou reabilitada. O paciente deve ter uma dieta equilibrada, evitando carboidratos.


· O idoso deve observar a presença de lesões, machucados, feridas e manchas em toda cavidade oral.


· Não fumar e não beber auxilia na prevenção de doenças graves como a câncer de boca.


· Próteses antigas, dentes quebrados e ausências dentárias interferem na saúde oral com consequências graves na saúde sistêmica e devem ser tratados ou substituídos.


· Os idosos utilizam medicações que alteram o fluxo salivar e podem sentir a boca seca, favorecendo a presença de cárie e infecções.


· Os desgastes dentários, retrações gengivais e exposições radiculares podem causar hipersensibilidade e desconforto.


· A doença periodontal também é comum nessa faixa etária e pode interferir em doenças como a diabetes.

Os idosos estão vivendo mais e devem ser tratados de maneira inter e multidisciplinar. A qualidade de vida pode melhorar muito quando cuidados com a saúde bucal são empregados.


Portal Saúde Agora: Caso o idoso use prótese, como realizar a higienização adequada?


Dra. Luisa Amaral: A higienização deve ser realizada logo após as refeições, evitando a permanência de biofilme bacteriano, utilizando escovas dentárias de cerdas macias e dentifrício com flúor. O fio dental deve ser utilizado, de preferência, antes da escovação para a remoção de placa entre os dentes. Não é recomendado o uso de palitos de madeira, objetos ou outras substâncias para auxiliar a limpeza.


A prevenção é a melhor maneira para evitar complicações. Se o idoso tiver dificuldade para realizar a higienização, essa deverá ser orientada por um dentista e realizada por algum responsável. O emprego de escovas elétricas e enxaguantes bucais pode ser necessário.


A escovação da língua previne o mau hálito e precisa ser realizada, utilizando a própria escova ou raspador específico. O descuido com a higienização pode ocasionar o aparecimento de cáries, gengivite e periodontite, independentemente da idade.


Se o idoso utilizar algum tipo de prótese, o cuidado deverá ser ainda maior. A prótese é utilizada para devolver a função de um ou mais dentes perdidos, ausentes ou danificados. A avaliação dos elementos protéticos, como coroas e pontes fixas, precisa ser realizada pelo dentista periodicamente.


No caso de pacientes que utilizam próteses totais e parciais removíveis, os cuidados com a higiene não devem ser ignorados. A prótese deverá ser removida da boca e a higiene deve ser efetiva e realizada com escova para prótese e sabão neutro, removendo todos os resíduos e restos de alimentos em toda a extensão da prótese.


A prótese deverá ser trocada de preferência a cada 5 anos para evitar a contaminação e desgaste do material. O dentista pode recomendar o uso de pastilha efervescente para limpeza de prótese ou uma solução de hipoclorito de sódio.


Nas próteses totais fixas por implantes, os cuidados de higiene deverão ser realizados da mesma maneira que com os dentes naturais. Muitas vezes, necessitam de auxílio de um jato de água com seringas de alta pressão para a escovação diária e remoção de restos de alimentos.


A prótese "protocolo" é uma excelente opção para a reabilitação protética de pacientes idosos quando eles apresentam uma boa qualidade óssea e responsabilidade com a higienização. A manutenção deve ser realizada pelo dentista anualmente, removendo a prótese para uma higienização mais profunda e avaliando a sua estrutura. Esse tipo de prótese promove um conforto e pode ajudar na qualidade de vida dos idosos.


Portal Saúde Agora: Enxaguantes bucais e fio dental são recomendáveis?


Os enxaguantes bucais podem ser utilizados, mas não substituem a escovação. Geralmente dão a sensação de boca limpa e hálito fresco. Os enxaguantes que possuem álcool na fórmula devem ser evitados. Enxaguantes com clorexidina a 0,12% são indicados em alguns casos, mas seu uso prolongado pode provocar mancha nos dentes e alteração do paladar.


O fio dental é essencial e recomendado sempre. Deve ser utilizado diariamente após as refeições, seguido sempre da escovação, para eliminação completa do biofilme presente entre os dentes.


Portal Saúde Agora: Com que frequência é recomendável consultar o dentista?


É recomendada a avaliação periódica do idoso pelo dentista. Na ausência alterações ou sintomas, as consultas devem ser realizadas anualmente.


Caso exista alguma alteração relacionada à saúde oral, o dentista deve ser procurado para realizar o diagnóstico, planejamento e tratamento. Cada alteração determinará a periodicidade no atendimento do paciente.


Siga o Portal Saúde Agora no Instagram e Facebook!

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram