O que é o 'friluftsliv', hábito escandinavo que ganhou força durante a pandemia de Covid-19



Os escandinavos amam tanto a natureza, que sua paixão tem até nome: "friluftsliv".


A expressão significa "vida ao ar livre" e foi popularizada na década de 1850 pelo dramaturgo e poeta norueguês Henrik Ibsen.

O autor de "Casa de bonecas" usou o termo para descrever a importância de passar um tempo em lugares remotos para o bem-estar físico e espiritual.

Agora que a pandemia de Covid-19 levou à imposição de confinamentos generalizados, essa prática pode ser benéfica para a saúde física e mental, desde que sejam cumpridas as regras de distanciamento social e tomados todos os cuidados necessários para evitar o contágio. Como você pode aplicá-la no seu dia a dia? Prática arraigada Hoje em dia, suecos, noruegueses e dinamarqueses usam a expressão friluftsliv amplamente para se referir a várias atividades, como correr em um parque ou bosque na hora do almoço, ir de bicicleta para o trabalho, encontrar amigos em uma sauna à beira de um lago (com direito a mergulho) ou simplesmente relaxar em uma cabana na montanha.

Todos os países escandinavos têm leis semelhantes que permitem às pessoas fazer caminhadas ou acampar em praticamente qualquer lugar, desde que respeitem a natureza, a vida selvagem e os moradores locais. De acordo com dados de 2017 do serviço de estatísticas do governo sueco, cerca de um terço da população pratica atividades ao ar livre pelo menos uma vez por semana. E mais da metade tem acesso a uma casa de veraneio no campo ou no litoral.

Muitas empresas escandinavas até incentivam seus funcionários a passar mais tempo ao ar livre durante o expediente.

Há, inclusive, isenções fiscais em alguns desses países para companhias que encorajem o friluftsliv. Dessa maneira, elas podem subsidiar as atividades esportivas dos funcionários.

"Tudo isso demonstra claramente que a obsessão escandinava pelo friluftsliv é mais arraigada do que as raízes das onipresentes bétulas", diz Maddy Savage, jornalista da BBC Worklife, em um artigo sobre o assunto publicado em 2017.

Tanto é que na Noruega, por exemplo, eles conseguiram manter a prática durante a pandemia e até reforçá-la. 'Friluftsliv' na pandemia "Quando a pandemia atingiu a Noruega e tudo fechou, a natureza foi mantida aberta 24 horas por dia, 7 dias por semana. É assim que as pessoas puderam se manter fisicamente ativas, caminhando e correndo na natureza", afirma à BBC News Mundo, serviço em espanhol da BBC, Siri Meland, da Norsk Friluftsliv, uma coalizão de grupos noruegueses de atividades ao ar livre.

"As pessoas usam árvores, pedras e elementos naturais em vez de aparelhos de ginástica."

"Com a pandemia, a frequência das pessoas que praticam friluftsliv aumentou, assim como sua popularidade, especialmente entre os jovens", diz ela.

Meland explicou que durante o último verão no hemisfério Norte, 1,5 milhão de noruegueses dormiram em alguma barraca ou em rede ao ar livre.

"Mas o foco também está no bem que faz para a saúde mental sair e, por exemplo, dar um passeio na natureza ou no bosque ao lado de casa", acrescenta. 'Friluftsliv' em outros lugares Embora outros países não tenham o mesmo histórico ou infraestrutura para promover o friluftsliv, é um conceito que pode ser facilmente exportado, conforme afirmou Angeliqa Mejstedt, autora do Vandringsbloggen, um blog sueco sobre a prática, à jornalista Maddy Savage, da BBC Worklife. "Você não precisa comprar muitos equipamentos ou coisas caras para fazer isso. Use a natureza perto de onde você mora", disse Lasse Heimdal, ex-secretário-geral da Norsk Friluftsliv ao programa The Worldda Public Radio International (PRI) em setembro.

Ele lembra que passar um tempo ao ar livre traz uma série de benefícios.

"É social, é saudável", afirmou à PRI. "É bom para o seu corpo e para a sua mente."

Mas, segundo ele, friluftsliv "não significa apenas praticar esportes ao ar livre".

"É muito mais (do que esquiar ou patinar). São todos os tipos de atividades na natureza. É também estar na natureza, descansar na natureza. Não está relacionado apenas à atividade física, mas a uma grande variedade de experiências na natureza", explicou.

"Fazer uma caminhada em uma área verde é a coisa mais fácil para todos", diz Meland. "A ciência mostra que você se sente menos estressado depois de apenas dez minutos caminhando em uma área verde."

Sentar em um parque e tomar chá, por exemplo, também funciona como friluftsliv.

"Relaxar, observar a tranquilidade, descansar, estar na natureza, desfrutar o aroma do café em uma fogueira é friluftsliv", acrescenta. Cuidados na pandemia Se você vai compartilhar a experiência da natureza com amigos ou familiares, certifique-se de usar máscara, manter o distanciamento social e tomar todas as precauções para evitar a propagação da covid-19.

"Não há problema, desde que você siga as recomendações das autoridades de saúde", afirma Meland.


Fonte: G1

3 visualizações0 comentário

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram