O que é a prostatite, doença que causou infecção generalizada em Carlos Alberto de Nóbrega

Internado no domingo (12) no Hospital Sírio-Libanês com infecção generalizada, o ator Carlos Alberto de Nóbrega, de 83 anos, surpreendeu ao mudar a versão sobre qual mal o havia atingido. Inicialmente, o comediante, que se tornou conhecido pelo programa de TV A Praça é Nossa, afirmou que sua internação se devia a uma infecção intestinal, causada pela ingestão de um iogurte fora da validade. Nesta segunda-feira (13), porém, Nóbrega voltou atrás e relatou em stories em sua conta de Instagram que, após exames, foi constatado que a infecção era, na verdade, na próstata — uma prostatite.

“Eu falei do iogurte, mas não tem nada a ver, foi uma incrível coincidência. O que eu tenho, depois de vários exames que eu fiz, é uma prostatite bacteremia. Ou seja, minha próstata que está fazendo tudo isto”, contou o ator na rede social.

A prostatite é uma doença muito comum, que acontece em média 2 milhões de vezes por ano no Brasil. Segundo o médico urologista Valter Javaroni, é uma das enfermidades mais comuns na próstata e, no caso de pessoas idosas, como Nóbrega, normalmente começam como uma cistite (infecção urinária) causada por uma bactéria e, se não tratada, evolui e vai para a próstata, se tornando mais difícil de tratar.

— A próstata fica bem na frente da bexiga do homem, então ela faz parte do aparelho geniturinário. Então, a maior causa é infecção na urina. Quem tem a próstata já aumentada por algum motivo corre o risco de ter prostatite — ressalta Javaroni.

Apesar de poder ser transmitida a partir do contato sexual em jovens, a prostatite é mais comum em idosos. Nos homens com mais idade, muitas vezes a infecção começa diante de uma dificuldade do idoso em esvaziar totalmente a bexiga. Como o crescimento da próstata é natural conforme o homem envelhece, a glândula passa a ficar cada vez mais próxima da bexiga e o risco de que a bactéria passe da uretra para a próstata é cada vez maior.

Entre os sintomas, estão calafrios, febre, ardor intenso ao urinar e até incapacidade de esvaziar a bexiga. O urologista relata que a infecção pode causar, ainda, febre e prostração, e precisa ser tratada.

— A cistite é simples de tratar, mas, quando complica e atinge a próstata, tem que ser levada a sério. Esta é uma glândula muito vascularizada, então tem que ser trata rapidamente, às vezes até de forma intravenosa, para que a próstata diminua logo e se possa esvaziar a bexiga — pontua Javaroni.

No caso do câncer de próstata, a recomendação é que o homem vá anualmente a um urologista a partir dos 45 anos, caso tenha ascendência negra ou histórico do tumor na família, ou dos 50 anos, para o restante da população masculina. Entretanto, de acordo com o urologista, a próstata já começa a se modificar a partir dos 35 a 40 anos, então o correto é criar o hábito de ir a um médico, ao menos uma vez por ano, não só para falar sobre a próstata, mas sobre a saúde masculina de modo geral.

Javaroni afirma que ainda há muita dificuldade por parte dos homens em procurar ajuda, especialmente quando o problema médico envolve cuidados com a próstata e exames de toque.

— Ainda há um estigma muito grande, especialmente entre os idosos, o que graças a Deus está mudando. Mas com certeza é muito melhor ter um médico de confiança que vá te ajudando ao longo do tempo, de forma mais contínua e protetora, do que parar numa emergência de hospital, com um estranho — orienta.

Fonte: GaúchaZH

#CarlosAlbertodeNóbrega #doença #infecção #prostatite

3 visualizações

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Facebook
  • Instagram