top of page

Mulher tem alta de hospital após reimplante de parte do braço que foi amputada em briga com vizinho



Após ter o braço esquerdo reimplantado em um hospital de Goiânia, Valcilene Barbosa, de 48 anos, recebeu alta médica, na quinta-feira (26), para voltar para casa, em Anápolis, a 55 km da capital. Imagens obtidas pela TV Anhanguera mostram o vizinho que teria amputado o membro da mulher correndo com a foice nas mãos atrás do marido dela (assista acima).

Filha de Valcilene, Beatriz Soares também mora em Anápolis e acolheu a mãe na própria casa para cuidar dela por um tempo. A ideia é que a vítima e o marido se mudem para outro lugar e possam recomeçar. "Ela sente [algumas dores], alguns desconfortos também, mas está se recuperando bem. Ela não quer voltar para casa e não vai. Meus pais vão se mudar, pois ela está traumatizada.


Estamos em buscar se outra casa para eles mudarem. Até isso acontecer ela vai ficar na minha casa", disse. O vizinho suspeito de amputar o braço de Valcilene foi preso logo após o crime, que aconteceu em 6 de maio. O g1 não conseguiu descobrir quem é responsável pela defesa dele para pedir uma posição sobre o caso até a última atualização desta reportagem. Segundo relato da Polícia Civil, o vizinho começou uma discussão com o marido da vítima por causa de um lixo queimado em lote vago que existe entre a casa dos dois. A mulher tentou separar os dois, mas acabou sendo atingida por um golpe de foice e teve o braço amputado.

Valcilene ficou 20 dias internada no Hospital de Urgências Governador Otávio Laje de Siqueira (Hugol). Após o procedimento de reimplante do braço ser feito com sucesso, a paciente falou sobre a emoção de ter o membro de volta. O médico ortopedista Frederico Faleiro destacou que a vítima recebeu um atendimento muito rápido. Duas horas após ter o antebraço amputado, ela já estava entrando em cirurgia, o que aumentou as chances de sucesso. "A cirurgia de reimplante é sempre uma tentativa. Felizmente, o caso dela correu tudo bem. O membro amputado foi colocado em um saco e, depois, colocado no gelo para conservar. A função nunca vai ser igual, com tratamento conseguimos bons resultados", explicou.


Fonte: G1

12 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page