Mulher que matou filhos é transferida para hospital psiquiátrico


 
 

Rio de Janeiro — Presa por matar os próprios filhos, de 3 e 6 anos, a facadas, a dona de casa Stefani Peixoto Ferreira foi transferida na última sexta-feira (14/1) para o Hospital Psiquiátrico Roberto Medeiros, no Complexo de Gericinó, Zona Oeste do Rio de Janeiro.


Ela foi encaminhada para a unidade psiquiátrica depois de uma avaliação médica feita pelo Hospital Municipal José Rabello de Mello, de Guapimirim, na Baixada Fluminense, onde foi atendida depois de ser detida pelo crime. A Justiça decretou a prisão preventiva de Stefani.


No hospital psiquiátrico, a mulher continuará a receber atendimento médico e será submetida a novas avaliações psiquiátricas.


O crime


O delegado Antônio Silvino Teixeira, titular da 67ª DP (Guapimirim), descreveu a cena n o dia do crime vista pelos policiais ao Metrópoles. A mãe informou que os filhos estavam no quarto.


“O crime aconteceu por volta de 13h30. O quadro: ela sentada na sala, sangrando muito nos pulsos. Perguntaram pelas crianças e ela apontou para o quarto. A autora não falou nada sobre os fatos, só ‘matei meus filhos, me deixa morrer’. No entanto, foi socorrida para o Hospital José Rabelo Melo, e seu estado de saúde é estável”.


Pai está abalado


Segundo o delegado, o marido de Stephani e pai das crianças estava muito abalado no momento e afirmou que a esposa sempre foi uma excelente mãe. Vizinhos também apontaram para o comportamento normal da mulher em relação aos filhos.


Investigações apontam que Stephani ligou para o marido avisando que iria tirar a própria vida. O homem teria corrido para casa e avisado aos vizinhos, que acionaram a polícia. No entanto, quando os agentes chegaram ao local, encontraram as duas crianças mortas e a mulher ensanguentada.

Os corpos das crianças foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Teresópolis. Stephani está em custódia no hospital. A arma do crime foi apreendida e a área isolada para perícia.


Fonte: Metrópoles

2 visualizações0 comentário