Ministério da Saúde diz que vai voltar a divulgar total de casos



O Ministério da Saúde informou no fim da noite de domingo (7) que voltará a divulgar o total de mortes e casos da covid-19 no país.

Em seu portal, o ministério afirma que "será analisado como trabalhar as curvas logarítmicas sem desconsiderar os totais de casos e óbitos, pois entende-se que um tipo de dado trabalhado não dispensa o outro".


"Na divulgação, puramente, do acúmulo de casos, como vinha sendo feito até o momento, é muito difícil verificar as mudanças dos cenários regionais, estaduais e municipais. O dado acumulado pode indicar uma grande quantidade de casos em localidades que já estão em outra fase da curva epidemiológica", justifica.


A pasta diz ainda que os dados "precisam ser divulgados por especialistas com um esclarecimento adequado, apontando as tendências, sem dar margens a interpretações equivocadas da curva epidemiológica em cada estado ou região do país".


O texto ressalta que os dados acumulados de casos e mortes são públicos e estão disponíveis nos boletins epidemiológicos diários dos Estados. 

O Ministério da Saúde pôs em dúvida, no entanto, se é possível fazer a divulgação  mais cedo do que as atuais 22h, estabelecidas desde sexta-feira (5).


"O momento de divulgação está atrelado ao fechamento dos boletins epidemiológicos estaduais. Ressalta-se que esses dados são carregados pelos estados e municípios ao final do dia, por volta das 18h, e que há diferentes fusos horários no território nacional, o que atrasa um pouco a finalização da atualização dos dados a serem trabalhados."

Na gestão do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, os dados começavam a ser divulgados às 17h, em uma entrevista coletiva diária de representantes da pasta.

Nova forma de divulgação

A mudança no formato de divulgação foi anunciada na quinta-feira (4). Além de o horário ter sido adiado para 22h, o espaço no site oficial destinado à covid-19 deixou de trazer diariamente o total de casos e mortes, divulgando apenas os números das últimas 24 horas e a quantidade de pacientes recuperados da doença.


A pressão de vários setores, que viram na medida uma estratégia para esconder os números ou minimizar o impacto da doença, fez com que o ministério batesse cabeça na noite de domingo. 

Inicialmente, pouco antes das 22h, informou que 1.382 brasileiros haviam morrido por causa da pandemia nas últimas 24 horas, mas pouco depois atualizou o dado, retirando 857 óbitos

Procurado, o Ministério da Saúde ainda não explicou o problema ocorrido na noite de domingo nem como será a mudança na plataforma de divulgações.


Fonte: R7

0 visualização

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Facebook
  • Instagram