Ministério da Saúde afirma que 1,2 mil mortes por síndromes respiratórias estão sendo investigadas

O Ministério da Saúde afirmou nesta quinta-feira (23) que 1.269 mortes por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) aguardam investigação laboratorial. Entre outros vírus, também é analisado se a causa da morte é a Covid-19.

As 1,2 mil mortes investigadas não estão computadas entre os dados já divulgados sobre mortes causados pelo novo coronavírus. De acordo com o mais recente balanço, há 3.313 mortes já confirmadas por Covid-19 no Brasil.

O ministério informou, ainda, que das 407 mortes confirmadas nesta quinta-feira (23), 112 aconteceram nos últimos 3 dias e as outras 295 aconteceram ao longo do mês de março e abril.

A nota da pasta afirma que com a chegada de mais testes aos estados e com a melhoria de fluxo dos laboratórios, a espera pelo resultados dos exames tem sido reduzida.

Checagem X tendência de aumento

O ministro da Saúde, Nelson Teich, disse não saber se o aumento das mortes registradas no balanço desta quinta-feira (23) representa o resultado de esforço de checagem dos casos ou uma tendência de aumento da gravidade da doença.

Nesta quinta, foram incluídas 407 mortes no total de vítimas da Covid-19 no Brasil, elevando o total para 3.313, um aumento de 14%. É o maior número de óbitos registrados em 24 horas no país até agora.

Fonte: G1

#coronavirus #ministériodasaúde #mortes #síndromesrespiratórias

2 visualizações

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Facebook
  • Instagram